PONDERAÇÕES CONSCIENCIAIS – O QUE É ESPIRITUALIDADE

PONDERAÇÕES CONSCIENCIAIS – O QUE É ESPIRITUALIDADE

Olá pessoal, este texto está na categoria “TERCEIROS”, pois o texto não é meu. Eu costumo ouvir o Wagner Borges e seus programas na Rádio Mundial no carro. Você pode achar engraçado, mas eu baixo os arquivos em MP3 e gravo em CD e vou ouvindo no carro. Em Pendrive já tenho muitas músicas e teria que trocar um pendrive por outro quando quisesse alternar do programa para uma música. Mantendo o CD eu posso alternar entre o CD e as músicas do pendrive no momento que eu quiser.  A tecnologia bem aproveitada pode nos ajudar a aprimorar nossos sentimentos e melhorar nossas almas.

Então, eu incorporei o programa original aqui para qualquer um poder ouvir tudo na origem e de forma integral, o que aliás, eu recomendo mesmo, e logo a seguir eu digitei o que Wagner narrou no programa. No site da rádio IPPB o título estava originalmente como PONDERAÇÕES CONSCIENCIAIS.

Quero que todos os leitores saibam que tudo que escrevo neste site serve antes para mim mesmo, que sei que sou apenas uma alma mediana como todos os leitores, tentando com muita vontade me melhorar consciencialmente.

Este texto NÃO pode ser copiado, editado e postado em blogs ou sites sem o link www.consciencial.org e se autorizado deve ser de forma integral e sem edições.

Ponderações Conscienciais

Por Wagner Borges – digitado a partir do programa na Rádio Mundial http://multimidia.ippb.org/?p=1185

Aqui é o Wagner Borges falando, ….., procuramos esclarecer, unindo a velha sabedoria do oriente com o modernismo dinâmico do ocidente, tentando fazer uma síntese universalista, e criativa dos ensinamentos oriundos das diversas correntes espiritualistas buscando sempre integrá-las de forma equilibrada, e sempre visando o equilíbrio no dia-a-dia, nada de fugir da realidade, usando temas espirituais como pano de fundo ou como motivo de fuga. Espiritualidade, não é fuga da realidade, pelo contrário, é o despertar da consciência, o despertar da lucidez, para justamente enfrentar a realidade, trabalhar, estudar, fazer o melhor possível, e atravessar mais esta existência carnal, com sabedoria e desenvolvimento, para quando chegarmos ao final dessa jornada e passarmos para o plano extrafísico, nossa morada de origem, nós tenhamos aproveitado a experiência na terra para crescimento e evolução.

É claro que todo erram, todos acertam, somos uma mistura de acertos e erros, temos muitas coisas boas dentro de nós e muitas coisas estranhas também, somos uma mistura de qualidades e defeitos, e dependendo do momento apresentamos um pouco mais de qualidade, noutro momento, infelizmente, um pouco mais de defeito. Mas ao longo da evolução vida a vida, estamos melhorando, as qualidades vão aumentando, os defeitos vão diminuindo, e isto é passo a passo, dia a dia, vida após vida, mas só aprende isto quem vive, quem tem a coragem de se arriscar a viver, “descer” aqui na terra, viver a experiência que tem que viver e depois retornar para o “alto” dignificado e honrado pela experiência vencida, pela prova vencida, então todos nós que estamos aqui, estamos pelos motivos naturais de evolução e também para aprendizados individuais que nós necessitamos, senão não estaríamos aqui no momento, portanto, viver vale a pena.

A vida é uma só, seja aqui na terra ou em outros planos, mas viver aqui na terra enclausurado no corpo físico temporariamente tem seus encantos e tem os seus problemas. Tem a limitação que o corpo físico trás, o envelhecimento, as doenças, a vulnerabilidade do corpo aos impactos do meio ambiente, e tantas coisas que podemos passar de estranho e dolorido aqui na existência terrestre.

Mas também tem um monte de coisa boas, querem ver algumas? Fazemos amizades com pessoas aqui, muitas vezes a amizade começa aqui neste plano, e continua no outro plano, após a morte, amigos agora para eternidade inteira, mas que as vezes se encontraram pela primeira vez no plano físico, as vezes viveram os mesmos problemas, morando na mesma comunidade, vivendo nos mesmos lugares, passando os mesmos sufocos juntos, e aí forma uma amizade, que será para sempre, em outros planos, em outros orbes, essa é uma das coisas legais, amigos que se formam na terra e esta amizade continua no espaço.

Também tem a amizade que já existia no espaço oriunda de outras vidas, em que as pessoas se encontram aqui em baixo, em outros corpos, em outras condições, mas refazem esses laços de amizade, por afinidade que já existia antes. Mas o que estou querendo dizer é que a afinidade que se tem do lado de “lá” as vezes começa do lado de “cá” ….. pulei trechos … músicas.. blá, blá…

…. resumindo, espiritualidade é consciência, não é doutrina, não é um lugar onde você vai, não é seguir um líder ou não seguir nada. Espiritualidade é consciência, é portátil, cada um carrega a sua dentro da própria alma, dentro do próprio coração. Espiritualidade é uma coisa que não se compra, não se vende, NÃO SE ADQUIRE EM CURSO NENHUM, não se adquire com Guru nenhum, com Mestre algum, com médium algum, com projetor astral algum, não se adquire com nenhum Iogue, nem mestre Budista esse ou aquele, nem grande Mestre Ocultista ou Hermético da área tal, espiritualidade é consciência, e é claro que podemos encontrar pessoas que podem nos ajudar, com seus exemplos bons, com suas jornadas criativas…, podem até nos dar bons conselhos, mas a vida é feita a partir de AÇÃO (Nota do digitador: carma), e não adianta nada estudarmos algo e não praticarmos isso na vigília (Nota do digitador: como evitar o ódio político).

Não adianta, por exemplo, e falar que “MINHA AURA É VIOLETA”, os “ANJOS ME ACOMPANHAM”, que “TENHO EXPERIÊNCIAS FORA DO CORPO” ou sou médium, se no dia a dia eu trato todo mundo mal (Nota do digitador: mesmo no Facebook), não dá bom dia para o vizinho e não conversa com as pessoas de forma natural.

E não adinata nada, eu chegar aqui e falar que eu sou alguém da NOVA ERA (New Age) e no dia a dia sou irritadinho em todos os momentos, comportando velhos defeitos.

Existe muita hipocrisia dentro de estudos espirituais, como existe em todas as áreas, mas nesta área espiritual aparecem as maiores hipocrisias. Pessoas aparentando aquilo que elas não são, pessoas dando uma de MESTRE DOS OUTROS, sendo que elas não são mestres nem de si mesmas, pessoas falsas, que as vezes aparecem numa palestra ou num curso de um jeito e na prática pessoal, na intimidade dela é cheia de porcaria por dentro, pessoa que pode vestir-se de roupa branca em alguma tradição e ao mesmo tempo com a aura toda ESCURA e sem claridade nenhuma…

E vocês sabem que eu estou falando isto, é verdadeiro, e não é direcionado a qualquer pessoa em particular ou grupo, estou falando de uma coisa óbvia, que nos meios espirituais em geral, é muito fácil ilusões, seja de quem segue alguém, seja de quem se acha iluminado demais, sendo que está encarnado aqui na terra, mostra que somos mais comuns iguais a todo mundo do que nós pensamos, nós respiramos o mesmo ar, estamos no mesmo planeta, todos nós envelhecemos, todos nós vamos desencarnar, e todos nós aprendemos um monte de coisas aqui.

Então mestre e discípulo estão rodando dentro do mesmo planeta, estão dando giro orbital, estão dentro com campo atmosférico planetário, estão dentro da mesma energia da vida. Então somos muito parecidos, todos nós, … você que estão ouvindo, o guru tal, o mestre não sei o quê, todos nós somos muito parecidos, temos qualidades e temos defeitos, TODOS NÓS ESTAMOS AQUI PARA APRENDER (Nota do digitador: tem gente que só quer ensinar), … , NÃO EXISTE MESTRE AQUI NA TERRA, existem pessoas aprendendo e trabalhando, algumas delas estão aprendendo bem, e por isso podem dar “toques” para as outras, não significando que as outras devam seguir isto cegamente, ou devam abdicar do próprio livre arbítrio em função do que o outro falou. Alguém pode chegar e dar um toque legal, agora se você vai com discernimento filtrar isto, e saber como aplicar esse toque na sua vida, isso é pessoal, isso é com você, pode ter um BUDA do seu lado, um JESUS do seu lado, um KRISHNA do seu lado, e você continuar IDIOTA como sempre!

Porque eles podem vir, enquanto eles estão perto, você por influência deles faz um monte de coisas boas, mas na hora que eles se afastarem, é você com você mesmo, e você sabe do que estou falando, aí dentro de você, dentro de nós, … , é uma encrenca.

Todo dia uma luta enorme para a gente tentar vencer a gente mesmo, a comprovação do que estou falando: Quantos pensamentos negativos você teve esta semana? Um monte! Igual a mim, … e a todo mundo.

Quantas emoções estranhas você teve esta semana? Um monte, igual a mime  a todo mundo! Ou seja, nós somos muito parecidos!

Agora, espiritualidade, é o discernimento para lutar esse mundo interno da gente, por uma melhoria do nosso caráter (Nota do digitador: do ódio também), vencer a nós mesmos, essa é a grande batalha, e não é negando a realidade do mundo físico que nós vamos fazer isto, mas enfrentando o dia-a-dia de forma correta, a partir de um mundo interno equilibrado que nós estamos trabalhando justamente para equilibrá-lo, e isto é espiritualidade, é consciência, NÃO É DOUTRINA, não é lugar, é maneira de pensar, sentir e agir, baseado em parâmetros, não apenas os parâmetros físicos, vigentes aqui. Não apenas baseados nos 5 sentidos convencionais, mas com a nítida percepção, de que a EXISTÊNCIA É MUITO MAIOR QUE O PLANO FÍSICO, é multidimensional, de que não somos apenas alguém encarnado, nós somos um espírito eterno encaixado temporariamente na matéria, utilizando um nome temporário nessa vida, uma forma física de homem ou de mulher, alto ou baixo, branco ou negro, temporariamente, já tivemos outras formas e expressões, teremos outra no futuro, mas no momento estamos humanos, nós não somos humanos, … , estamos humanos neste momento, como diz o ditado popular, … “nós não somos seres humanos estudando temas espirituais, somos, pelo contrário, espíritos,  estudando, vivendo a parte humana”. Antes de estarmos aqui, já existíamos no infinito, “descemos” aqui para uma experiência, então temos que valorizar essa experiência, se não fosse para aprender algo, nós não teríamos vindo para mais uma encarnação, é claro que sempre tem um ou outro que escapa a média, um espírito luminoso, que resolve “descer” para ajudar a gente, e quando aparece aqui encarnado é acima da média, …., falando de exceções, …, um Jesus, um Buda, um Krishna, um Lao Tsé, Maria, Mataji, .., Kuan Yin, Pai Joaquim, sabe, tanta gente legal que desceu aqui na terra que deixaram exemplos bons, mas não é a média da humanidade, …., a média somos nós, qualidades e defeitos numa luta titânica … fica todo dia tentando melhorar, ao menos quem está estudando a parte espiritual, pois quem não está estudando, vai levar bem mais tempo sequer, para perceber esse tipo de coisa que é sempre interno, porque boa parte das pessoas quando está encaixada na carne, se resume a comer, beber, dormir, copular e morrer (Nota do digitador: incluo comprar, consumir, proteger o status quo, fofocar, julgar, criticar) sem sentido.

Espiritualidade te diz o seguinte: você está na terra, então precisa comer, beber, dormir, copular também, precisa amar, respirar, viver e precisa também aprender crescer, transcender e vencer a si mesmo, por isso, precisamos valorizar bastante a encarnação atual, podemos ter sido qualquer personalidade lá trás, famosa ou não, …. , muita gente quando lembra de vidas passadas sempre pensa que foi alguma coisa legal (Nota do digitador: na verdade não legal, mas famosa, pois a vaidade é tudo para os humanos!), o rei tal, a rainha tal, ninguém para e fala assim, “puxa, eu era vagabundo em outra vida”, “eu não prestava”, “eu era uma pessoa complicadíssima”, “como home e como mulher só aprontei”, quem é que chega e fala isto (nota do digitador: o Tio Dalton fala isto nas palestras deles kkk, mas não vou escrever aqui), dá até vergonha, mas o passado nosso tem coisas grandes e coisas tristes, igual a nossa vida atual, tem qualidades e defeitos, uma vida que você lembra pode ter sido muito criativa, lembra de uma outra pode ter sigo totalmente destrutiva, nós somos a mescla disso, de um “paraíso” e um “inferno” dentro da consciência da gente, pela média atual calcule qual era a nossa média em outras vidas, sem a experiência acumulada de outras vidas (Nota do digitador: sem a experiência acumulada das vidas anteriores), no momento, já é uma encrenca, imagine sem essas experiências, … , então hoje nós somos um somatório de tudo o que vivemos, na carne e fora dela, ao longo de muito tempo, e nós somos a medida exata do que nós somos, e podemos perceber isso pelo que nós pensamos, pelo que nós sentimos, pelo que nós fazemos no nosso dia-a-dia, nossa atitude revela o que nós temos dentro, nossas energias revela o que pensamos e sentimos, pelas cores que temos na aura, pelas formas mentais que projetamos em torno de nós, isso mostra a qualidade e o nível de nossa consciência, também é claro, mostramos o que somos, de forma melhor quando estamos mais lúcidos, mais conscientes, e isso se reflete também na clareza mental durante a vigília, na harmonia dos sentimentos e tantas outras coisas, e o que acontece quando nós dormimos, levamos nosso nível de consciência para fora do corpo nas experiências extracorpóreas que rolam todas as noites quando dormimos, é claro que essas experiências variam de pessoa para pessoa, há experiências conscientes, inconscientes, semi-conscientes, mas o que que nós somos lá fora do corpo? A mesma coisa que já éramos aqui dentro, só levamos para fora do corpo o que nós somos, apenas estamos fora do corpo, e isto ocorre também na morte.

O fato de sair do corpo não transforma ninguém em gênio, nem idiota, só você lá fora, do jeito que você era aqui, então dá para saber como é que você vai estar do lado de lá, pelo que você é aqui e agora, pelo seu nível de consciência, é o que você vai ter lá transplantado só que sem o corpo ….

O resto você pode ouvir direto no áudio, mas a principal parte é esta.

Abraços, Dalton

 

 

 

 

O que você achou?

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)