UNIVERSALIDADE DA PROJEÇÃO ASTRAL

UNIVERSALIDADE DA PROJEÇÃO ASTRAL

Universalidade do fenômeno da Projeção Astral 

Por Dalton Campos Roque – www.consciencial.org

Você já estudou história e geografia em algum momento de sua vida? Você já percebeu como são diferentes as culturas dos povos do mundo tanto de agora como do passado? São crenças, religiões e modos de vida diferentes, mas sempre há algo comum a todas elas: a espiritualidade (que se manifesta em forma de religião ou não), a mediunidade (sempre “falam” com os “mortos”) e a viagem astral.

Basta fazer uma pesquisa documental e estatística que veremos que mais de 95% dos povos do mundo se enquadram perfeitamente nessa estatística robusta e contundente.

Em 1978, o antropólogo Dean Shiels revelou que cerca de 95% dos povos registram relatos de algum tipo de experiência fora do corpo. (…) O próprio Cristianismo acaba por endossar parte desta ideia com os exemplos bíblicos de bilocação dos santos; e, também, ao afirmar que, com a morte, o ser abandona o corpo físico e assume uma forma mais sutil, em seu corpo espiritual. – Dado retirado do artigo científico de Vera Lúcia O ‘Reilly Cabral Barrionuevo, Experiências Fora do Corpo. <www.parapsicologia.org.br> 08/2007; <www.pesquisaspsi.com> 08/2007. 

O mínimo que devemos deduzir é que se um evento ocorre em 95% dos povos, é porque ele de fato existe! A interpretação, a linguagem, os modos e rituais podem variar, mas o evento em si é o mesmo.

Para termos uma ideia os nomes diferentes (sinônimos) para o evento da Experiência Fora do Corpo são tantos, justamente devido a ser fato em diversas culturas, povos, geografias e linhas de pensamento.

Aqui reuni alguns sinônimos para o fenômeno natural, sadio e fisiológico Viagem Astral:

apopsiquia, autodesincorporação, autodiplosia, aventura extracorpórea, centro móvel da consciência, deambulação astral, deambulação espiritual, desancoramento da consciência, descoincidência, desconexão, descorporificação, desdobramento, desdobramento astral, desdobramento da consciência, desdobramento da pessoa, desdobramento espiritual, desdobramento natural da personalidade, desdobramento parapsíquico, desdobramento perispiritual, desdobramento provisório, desdobramento  vivo, desdobramento voluntário, desencarnação provisória, desincorporação temporária, desligamento do corpo, deslocamento da consciência, despersonalização auto-induzida, desprendimento de pessoa viva, desprendimento espiritual, desprendimento voluntário, disjunção, dissociação, duplicação astral, EEC, experiência extracorporal, EFDC, experiência fora do corpo, ecsomação, elevação ao céu, emancipação da alma, ensaio da morte, episódio fora do corpo, ESC, experiência de saída do corpo humano, escapada para o astral, escapada perispirítica, estado ecsomático, estado de emancipação consciencial, excarnação temporária, excursão anímica, excursão parapsíquica, experiência assomática, experiência astral, experiência de outro mundo, experiência de saída do corpo, experiência ecsomática, experiência exterior ao corpo humano, experiência fora-do-corpo, experiência não-intermediada, experiência parassomática, experiência projetiva, exteriorização, exteriorização da psique, exteriorização do astrossoma, externalização, extrusão do duplo psíquico, extrusão do psicossoma, homoprojeção, jornada astral, jornada da alma, jornada extrafísica, libertação da consciência, libertação existencial, meia-morte, migração anímica, migração astral, miniférias extrafísicas, minimorte, morte prévia, morte provisória, morte temporária, OOBE, OBE, Out-of-Body Experience, OBP, OOBP, out-of-body projection, passeio no Além, pequena morte, peregrinação astral, prapti, pré-experiência da morte, pré-desencarnação, projeção astral, projeção da alma, projeção consciente do eu, projeção da consciência, projeção do corpo psíquico ou  emocional, projeção do eu, projeção do segundo corpo, projeção espiritual, projeção extracorpórea, projeção extrafísica, projeção fora-do-corpo, projeção heteróloga, projeção hominal, projeção humana, projeção interdimensional, projeção psíquica, relocação da sede consciencial, saída astral, saída da consciência fora da coincidência, saída consciente da matéria, saída da matéria, saída consciente do corpo físico, saída sideral, separação astral, sonho astral, sonho flutuante, sonho lúcido, sono desperto, telemetria astral, teste extracorpóreo, trailer da morte, transe onírico, transporte pelo espírito, transvazamento de consciência, via de acesso extrafísico, viagem anímica, viagem astral, viagem clarividente, viagem da alma, viagem da consciência, viagem espiritual, viagem extracorpórea, viagem extrafísica, viagem extra-sensorial, viagem mística, viagem no corpo de sonho, viagem pela eternidade, viagem perispirítica, videha, vôo anímico, vôo astral, vôo sideral, vôo xamânico, etc.

Quando alguém não vivencia a experiência e nela acredita, é mero ato de fé.

Quando alguém não vivencia a experiência e dela duvida, é mero ato de fé.

No entanto, muitos sequer NEM tentarão estudá-la, e mesmo assim, levianamente irão ou negá-la ou afirmá-la. Nenhuma ciência em nenhum paradigma nega ou afirma sem testar, sem pesquisar, sem fazer um levantamento estatístico ou bibliográfico extenso. Negar não é ciência, é mero ato de fé, ou fé-inversa, fé-negativa.

O universo não é o que você vê a sua volta, é sua perspectiva dele de persi, por isto, o universo de alguns é bem maior e de outros é insignificantemente menor.

A viagem astral é uma experiência autoconvincente, autocomprobatória, somente quem já teve pelo menos uma saída do corpo lúcida na vida “sente” o que estou dizendo. No entanto, há pessoas de fé que dizem: eu tive projeção e não senti tal comprovação. A estes eu digo: vocês não tiveram nenhuma projeção, apenas imaginação.

O projetor consciente que visita a França, tem mais percepção fora do corpo que no corpo e ele poderá dizer: visitei a França! No entanto, aquele que observou o cartão postal – que não teve a projeção – sempre vai duvidar de si mesmo.

Não acredite (fé) em sua afirmação ou em sua negação, se puder (um dia), tenha sua própria vivência.

Eu sou Dalton Campos Roque projetor lúcido que possui rememoração através do chacra coronário.

viagem astral como fazer, projeção astral, viagem astral pdf, viagem astral relatos, projeção da consciência, viagem astral livro,

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e também em Educação em Valores Humanos. - Não sou pesquisador da consciência, nem de religiões ou afins, sou apenas um escritor intuído e poeta ingênuo e romântico, médium intuitivo e inspirado, anímico e mediúnico. - Não sou entendido e nem autoridade em nenhum assunto, nem evoluído ou melhor que ninguém, até pelo contrário. - Este site é apenas uma modesta tarefa de redenção consciencial e mais nada, serve para dar vazão o que me surge na mente e que "vaza" pelo coração. Aqui estão "esculpidos" todos os meus defeitos e limitações , sem mais aparências, enfeites ou rótulos, não sou nada e nem sei de nada. Sou o "Tio Dalton" de forma irreverente, bem humorado e brincalhão. Curto rock progressivo, rock pesado, música new age e músicas mais espirituais em geral, adoro filmes de ficção científica e ação, curto eletrônica, áudio, física e matemática, tomo muito café, como carne, estou negligente na leitura e na meditação além de muito preguiçoso. Sou simples, irreverente, caipira e "sinto muitas saudades do meu planeta". MEU SONHO É UNIR AS PESSOAS NUM ÚNICO PROPÓSITO DE EVOLUÇÃO CONSCIENCIAL e a transcender as vaidades pessoais e egoísmos materiais; (utopia factível se não fosse a "babaquice" das pessoas). - "Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso". ------------- DEIXE UM COMENTÁRIO EDUCADO, ELEGANTE E BEM ESCRITO, MOTIVE-NOS!! Não abuse, os comentários são moderados.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)