A GLÂNDULA TIMO

A GLÂNDULA TIMO

No centro do peito, atrás do osso onde as pessoas tocam quando dizem ‘EU’, existe uma pequena glândula chamada timo. Seu nome em grego, “thymos ” significa energia vital. Será preciso dizer mais?

Sim, é preciso dizer algo mais … Porque o timo continua sendo um grande desconhecido. Ela cresce quando estamos alegres e se encolhe pela metade quando estamos estressados e mais aindaquando adoecemos.

Se somos invadidos por micróbios ou toxinas reage imediatamente produzindo células de defesa.

Mas também é muito sensível a imagens, cores, luzes, cheiros, sabores, gestos, toques, sons, palavras e pensamentos.

Amor e ódio a afetam profundamente.

Os pensamentos negativos têm mais poder sobre ele que os vírus e bactérias.

Como essa atitude negativa não existe de forma concreta, o timo tenta reagir e enfraquece diante da luta contra o invasor desconhecido e abre espaços para sintomas de baixa imunidade, como herpes.

Uma baixa autoestima é o que mais enfraquece a defesa orgânica e é o que mais afeta a glândula TIMO, além de encolher e abrir buracos em sua aura. A melhor defesa energética, a mais eficiente proteção espiritual é uma AUTOESTIMA ELEVADA. Faça terapia, invista no autoconhecimento, ore muito e tenha fé em Deus e em si mesmo. Recuse necessidade de ser aceito, aceite-se a si mesmo independente do meio ambiente social tão medíocre e patológico.

Em compensação os pensamentos positivos conseguem ativar todos os seus poderes, lembrando que a fé remove montanhas, ou seja, remove egos e sentimentos negativos.

 

Um teste de pensamento

Este simples teste pode demonstrar essa conexão.

Una o seu polegar e o dedo indicador na posição de ‘ok’, pressione com firmeza e peça a alguém para tentar abri-los enquanto você pensa * estou feliz. *

Em seguida, repita com o * pensamento * Eu sou infeliz.

A maioria das pessoas manteve a força do dedo com o pensamento feliz e enfraquece quando você pensa que é infeliz.

Acontece que, se você quiser, você pode exercitar o timo para aumentar sua produção de riqueza e felicidade.

Na parte da manhã ao levantar ou à noite antes de dormir:

a) – Em pé, joelhos levemente dobrados (a distância entre os pés deve ser o mesmo ombro). Coloque o seu peso em toda sola do seu pé mas sobre os dedos e não sobre o calcanhar e mantenha todos os músculos muito relaxados.

b) – Feche qualquer uma das mãos e começar a tocar continuamente com os nós dos dedos no centro do peito, marcando o ritmo, assim uma forte e duas fracas. Siga fazendo isso de 3 a 5 minutos, respirando calmamente, enquanto observa a vibração em toda a região torácica.

O exercício estará atraindo o sangue e a energia para o timo, fazendo-a crescer em vitalidade e também beneficiando o pulmão, coração, brônquios e garganta.

Ou seja, enchendo o peito de algo que era seu e só estava esperando um olhar de reconhecimento para se tornar corajoso, calmo, nutrido emocionalmente como um abraço.

Se ficou complicado entender o exercício, pois aqui não temos imagens, faça uma massagem lenta, mas vigorosa de 3 a 5 minutos com as pontas dos 5 dedos da mão ao mesmo tempo em cima do timo diariamente. Isto o fara sentir-se bem, com mais saúde e alegria a médio prazo. Não espere resultados para ontem, persevere.

via Ayurveda Tibetano no Facebook – editado por Tio Dalton no News Consciencial – www.consciencial.org

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Este é um texto de um autor, blog, site captado fora do Consciencial.Org e postado numa categoria específica chamada TERCEIROS, com as devidas referências, com endereço do autor e do URL da internet onde foi encontrado. Postamos textos que nos afinizamos que cremos agregar valor de conteúdo aos leitores. Somos um site EDUCATIVO para CONSCIÊNCIA de uma nova era planetária e evitamos as tão em moda mistificações e mitificações da nova era ou new age. Abraços dos autores do Consciencial.Org - agradecemos sua visita e seus comentários.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)