A ESPIRITUALIDADE SOCIAL ESTÁ NA MODA

A ESPIRITUALIDADE SOCIAL ESTÁ NA MODA

Em tempos de redes sociais bombando, principalmente o Facebook, o rei das fotos, das frases de efeito, dos chavões, dos compartilhamentos mecânicos e automáticos, do Instagram de fotos fáceis, rápidas e instantâneas, onde qualquer tolo pode mostrar a outros tolos “olha o que eu estou fazendo agora“, “olhe o prato de comidinha que tenho na frente“, de incautos em massa seguindo atores, atrizes de filmes e novelas e a astros do esporte, iguais a mendigos famintos de restos de pão, temos que avaliar bem todos os lados da situação.

A situação em foco é o conteúdo espiritual, coisa de alma, foro íntimo, valores humanos, integração com Criador, com a natureza, com o cosmos, o universo, consigo mesmo… Não estou falando apenas de comunicação, de uso didático e de uma sadia divulgação consciencial, onde também tudo é utilizado, mas do fútil, do frívolo e do vazio desesperado humano, cada vez mais oco e idiota. Sei que há muita gente e grupos bons com conteúdo também, mas são uma minoria.

Temos a New Age vendendo “milagres quânticos“, com promessa de “cura quântica“, de “iniciações” que remetem a “portais místico-mágicos“, a comunidades de adoradores cegos de extra-terrestres, que vendem terrenos e também vendem “energias dos portais místicos“, vendem o terreno para morar perto do guru, e digo, existe cada coisa que você não irá acreditar!

O acesso aos mestres ascensos é vendido a preços caros, e já vi curso onde os organizadores prometeram que os alunos poderiam fazer perguntas diretas aos mestres através deles e receberem as respostas imediatas – pasme! Já vi promessa de “turismo quântico“, e logo vou ver “lanço praga ou maldição quântica” também.

Mas o problema é a carência e insegurança humanas, o vazio existencial que está desesperador e quer se livrar da dor consciencial rápido e fácil, comprando o milagre, a promessa a salvação, a evolução, a iniciação, onde falsos profetas, falsos gurus, lobos em pele de cordeiro vendem, as vezes bem caro, um mapa do caminho e uma receita fácil que irá frustrar o cidadão lá na frente… E essa gente ainda reclama da corrupção dos políticos enquanto são corruptos conscienciais, fazendo igual a “madame que joga cartas na praça” e vendendo o “céu” como a Igreja Católica já fez.

Quando não é isso são os encontros espiritualistas da casa, do grupo, que transformam o que seria um trabalho consciencial eficiente em encontro social de carentes, quase sempre fofoqueiros e vazios, apenas acalentando a desculpa de serem espiritualistas, de participarem de algo, sem admitirem que continuam vazios e só estão presentes por carência e sociabilização. 

Se há algum novo “fulano” que cura, que efetiva fenômenos visíveis e impressionantes, …”vamos lá correndo ver a novidade“…, afinal “fujo de mim mesmo” procurando um caminho “mágico facinho” e também procuro pessoas e grupos que me façam me sentir importante (grupos “evoluídos”), pois “meu vazio me machuca” e preciso de “parecer importante” para os mestres, “evoluído” para meus companheiros e impressionar um alguém  qualquer.

Sim, temos a “Espiritualidade fast-food”, a de fim de semana, os cursos rápidos que prometem mundos e fundos, com aqueles nomes chiques idiotas que convencem outros idiotas que sequer conseguem olhar dentro de si mesmos e preferem a anestesia da facilidade e do milagre rápido e fácil. Você pode se tornar um “mestre” em 4 finais de semana, enquanto o outro ali do lado, simples, autêntico e lutador já trabalha há 30 anos, tem projeção consciente, é um bom e útil médium e NÃO É MESTRE DE NADA!!!!

Vemos gente postando “mensagenzinha de mestre” toda semana no blog como se fosse ele o escolhido para uma mensagem “melosa“, piegas, vazia que fala de um “amorzinho lindo” e que “vocês devem se amar mais“, “vocês são muito importantes por que estão aqui (NO MEU BLOG)” enquanto gente séria e de conteúdo não faz tanto sucesso porque diz a verdade e que por ela é o caminho da reforma íntima, difícil, lenta e até dolorosa.

Eu te pergunto, quem são as putas aqui?

Você as recrimina? Mas elas são mais honestas, não apenas mais que os políticos, mas que os pseudo-espiritualistas, os pseudo-religiosos, porque tudo é pelo dinheiro e poucos trabalham pelo caminho duro da consciência! A puta faz pelo dinheiro, mas entrega o que prometeu, entende?

Independente de minha comparação com as putas (os piegas e moralistas que não me desculpem), pois não tenho o menor preconceito quanto a elas, seu trabalho e sua profissão, não sofro desses recalques moralistas religiosos puritanos carregados de medo e culpa. Eu poderia ter usado “prostituta”, mas não, é PUTA mesmo, pois não faço tipo, não ostento imagem.

No fim das contas este texto é para refletirmos, serve para todos nós, pois acredito que que somos frações, que estamos um pouco espiritualistas, um pouco sociais e um pouco putas, e eu me incluo em tudo que digo e escrevo, pois meu senso de autocrítica é muito duro e muito severo, muito mais que a maioria de vazios que “sabem de tudo”, são arautos das “verdades” e não possuem as dúvidas e questões mortificantes que eu possuo. Se você se acha luz, parabéns por seu discernimento, vejo um mínimo insípido de luz em mim.

Eu, sou Dalton Campos Roque, solitário, ousado, corajoso, “boca ruim”, perspicaz que se vale do omniquestionamento, de comunicabilidade simples e humana fazendo o que poucos tem coragem de fazer como livre pensador universalista. Fique em paz.

 

new age, prostituição, putas, pseudo-espiritualistas, pseudo-religiosos, fofoca, fofoqueiros, vazio existencial, fast-food, mestre, mestres, espiritualidade social, moda,

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. --- -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)