MAIS MEDITAÇÃO, MENOS DROGAS

MAIS MEDITAÇÃO, MENOS DROGAS

Hoje a técnica de meditação mais conhecida no ocidente é a Meditação Transcendental, cujo responsável principal foi Maharishi Mahesh Yogi (nascido em Jabalpur, Índia, 12 de Janeiro de 1981 — falecido em Vlodrop, Países Baixos, 5 de Fevereiro de 2008), que é uma reapresentação atualizada da doutrina básica do pensamento vedântico da escola advaíta de Sankaracharya do século VIII. Maharishi ficou famoso a partir dos Beatles que o projetou na década de 60 e Paul McCartney ainda ajuda a divulgar esta técnica até hoje (2014).

Mas a Meditação Transcendental ou MT como ficou mais conhecida é cara, elitizada e bastante limitada, pois possuía apenas um único método através de uso de mantras em função dos tipos biológicos / fisiológicos de cada meditante ou doshas da medicina ayurvédica.

  • Uma pequena história do Guru da MT Maharishi

Em 1967, a Meditação Transcendental atraiu a atenção do Beatle George Harrison, que entusiasmado pela leitura de Autobiografia de um Iogue do Paramahansa Yogananda[1] contagiou os outros Beatles com os seus anseios místicos.

Maharishi, algo agastado com a ruptura com os ouspenkistas[2] e a cisão ocorrida no movimento inglês, não desperdiçou esta oportunidade única de se associar às pessoas mais famosas e populares do seu tempo e de divulgar a MT junto das massas juvenis. Foi o que aconteceu: em breve, milhares de jovens hippies e de estudantes acorriam às palestras que o sorridente e pequeno (1,65 m) guru dava nas universidades e nos centros de MT nos Estados Unidos da América e da Grã-Bretanha, para aprenderem a meditar à semelhança dos seus ídolos, os Beatles.

Em 1968, os Beatles viajaram com Maharishi até à sua Academia de Meditação em Rishikesh, nos Himalaias, na companhia de outras celebridades como Mia Farrow, Donovan e Mike Love dos Beach Boys.

Os Beatles relaxaram, meditaram, mas também, ao que parece, consumiram drogas leves, sem o conhecimento de Maharishi. Segundo reza a história, foi um dos períodos mais produtivos de John Lennon, que escrevia várias canções por dia, que mais tarde fariam parte do White Album.

Contudo, teria havido um desentendimento entre os Beatles e Maharishi, por conta de chegar ao conhecimento de Maharishi de que os Beatles estariam tomando drogas dentro de sua Academia de Meditação em Rishikesh o que deixou Maharishi muito incomodado por esta atitude no que resultou na saída dos Beatles da Academia de Meditação. Os Beatles não gostaram de serem repreendidos por Maharishi por estarem tomando drogas onde era suposto seguirem uma rotina dedicada inteiramente para a espiritualidade, mas também por rumores de que Maharishi havia dado uma cantada em Mia Farrow e que ele mantinha relações sexuais com suas discípulas, já que a meditação pregava que eles eram “homens acima do sexo” e isso pode ser visto na música dos Beatles, Sexy Sadie.

Fonte – Wikipedia, 25/07/2014 –

<http://pt.wikipedia.org/wiki/Maharishi_Mahesh_Yogi>

[1] <http://pt.wikipedia.org/wiki/Paramahansa_Yogananda>

[2] <http://pt.wikipedia.org/wiki/P._D._Ouspensky>

Se você não tem 15 minutos para meditar duas vezes ao dia, você não tem uma vida. Dalton Campos Roque

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. --- -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.---- "Se você não quer ser criticado, pelo amor de Deus, não crie nada novo./ A única maneira de pensar fora da caixa é inventar um jeito de sair dela./ Se você quer inovar, deve estar disposto a ser incompreendido./ O fracasso e a inovação são inseparáveis." - Pensamentos de Jeff Bezoz CEO da Amazon internacional

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)