PRÉ-DISPOSIÇÃO PROJETIVA – PROJEÇÃO ASTRAL

PRÉ-DISPOSIÇÃO PROJETIVA – PROJEÇÃO ASTRAL

Quando citamos o termo “projetivo”, “projeção”, estamos nos referindo a Projeção da Consciência, Projeção Astral ou Viagem Astral, termos mais comuns no Brasil entre uma centena deles criados por diversas linhas evolutivas e autores de livros em diversos países.

Viagem Astral ou Projeção Astral é quando o corpo astral se desprende do corpo físico e assim saímos livres com nosso corpo astral percorrendo as várias multidensidades. Sempre que dormimos as ondas cerebrais baixam sua frequência, o que facilita o desdobramento, que é quando o corpo astral sai do corpo físico e fica ligado com este apenas por um fio / cordão de luz prata chamado de Cordão de Prata.

Sintoma, vem de sentir, perceber, e não me refiro aqui ao preparo do candidato a projetor, quarto, pijama, relaxamento, iluminação, mas a predisposição natural e espontânea que ocorre ocasionalmente antes de uma possível projeção.

Também é bom discernir sobre a projeção de corpo astral e a projeção (psicossoma ou perispírito) de corpo mental (corpo do intelecto ou mentalssoma). Há ainda o deslocamento angular do corpo astral que pode confundir sensitivos que pensam estar projetados e não estão, normalmente os sentidos parapsíquicos ficam ampliados causando até a condição de visão remota ou clarividência viajora. Já vi médiuns, bons sensitivos com clarividência afirmando que se projetavam, mas não, apenas tinham uma clarividência muito boa em 3D e pensavam que estavam fora do corpo. É o que digo, não adianta ser parapsíquico e ter a experiência, é preciso ter mais 2 condições, o estudo técnico teórico e o discernimento para encaixá-los.

Nasci e me criei em ambiente parapsíquico, é coisa de família, de berço, estou bem acostumado e já vi coisa do “arco da velha” muito além dos prováveis fenômenos dos “paranormais Ury Geller e Tomas Green Norton, meu irmão era um paranormal super dotado e meu pai também fazia algumas coisas, minha irmão e eu também. Relato isto na introdução do Livro O Karma e suas Leis.

Mas quando se expressa “Sintomas pré-projetivos” logo vem a memória os tópicos padrão estudados na Projeciologia, a citar literalmente a seguir:

Fases Pré-Projetiva

Preparação
Entorpecimento Físico
Balonamento
Catalepsia Astral ou Catalepsia Projetiva

– A pessoa tenta abrir os olhos, mas eles não se movem;
– Tenta mover alguma parte do corpo, mas não consegue;
– Tenta falar, gritar ou pedir ajuda, mas não emite nenhum som;
– Acaba tendo várias percepções estranhas como, por exemplo, sentir que a cama está balançando, ver o quarto totalmente diferente e com os olhos ainda fechados, audição ampliada, etc.

Estado Vibracional ou EVveja aqui
Sons Intracranianos / Ruídos intracranianos
Hipnagogia
Pré-Decolagem
Estado Transicional
Instabilidade do Psicossoma
Visão Dupla Extrafísica
Parapsicolepsia
Estado Vibracional Fraco
Coração dispara na hora do EV
Respiração Acelerada
Abrir os olhos na hora da decolagem
Cordão Astral
Sentidos do Corpo Físico
Etc…

Mas há outros fatores a que desejo me referir aqui, sempre de forma generalista e prática. Retirei e editei o texto a seguir do site Voadores de meu amigo Lázaro Freire:

Cada pessoa pode ou não apresentar sinais característicos de uma facilidade projetiva. Note que há projetores que não tem um ou vários dos sintomas gerais citados a seguir:

  • Catalepsia projetiva: sensação de imobilidade noturna, acordando abruptamente a seguir;
  • Balonement (balonamento): sensação de expansão da aura, como se o corpo inchasse;
  • Ruídos intracranianos: estalos no interior do cérebro, provavelmente relativos ao desenvolvimento da pineal e a descoincidência da pinela do corpo astral (paraglândula pineal);
  • Estado Vibracional (E.V.): “choques” que parecem percorrer o corpo espiritual e/ou o físico, ligeiramente desconfortáveis (estranho), acompanhados de intensa vibração;
  • Flutuações e quedas abruptas: sensação de estar flutuando ou afundando, em certos momentos de relaxamentos ou sono, em geral com uma ligeira queda ou tranco no reencaixe do corpo astral com o corpo físico;
  • Deslocamento na reentrada (no retorno): sensação de acordar com referência equivocada da posição das janelas, portas e objetos do quarto (ou qualquer recinto), como se reencaixado inadequadamente no corpo físico ao “acordar” – corrigindo a “posição” relativa (estranha) a seguir;

Além dessas evidências relativas ao corpo espiritual (astral), há sinais menores que ocorrem em períodos projetivos, ainda que não rememorados. Dentre eles, maior incidência de sincronicidades, fortes sensações de deja vu, pequenos “estados vibracionais” ocorrendo durante o dia, maior contato com amparadores (e/ou intuições inspiradas por eles) na vigília, ativação mais frequente do chacra frontal e maior incidência de fenômenos mediúnicos.

Note que nenhum destes caracteriza, por si, a existência ou garantia de projeções não rememoradas, mas são quase todos presentes quando estas estão ocorrendo os fenômenos.

Se projetar no astral de forma lúcida, é libertar a própria consciência do corpo físico, expandi-la a novos horizontes conscienciais e deixá-la se manifestar nas diversas multidensidades que constituem os planos energéticos da existência. Uma vez fora do corpo podemos conhecer novos lugares, pessoas, vidas e mentalidades mais evoluídas e avançadas.

Eu ainda gosto de diferenciar as projeções da consciência em 2 categorias simples e distintas:

  1. Esta todos os encarnados fazem – se deslocar para fora do corpo ao dormir, mas permanecer na bolha “forte” da psicosfera. Aqui deve se encaixar de 80% a 90% da humanidade (cálculo empírico meu – não consultei nenhuma literatura);

2. Esta poucos fazem, vamos dividi-la em 3:

  • Projeções sonâmbulas ou inconscientes – neste tipo de projeção o corpo astral sai, mas é vítima dos condicionamentos de rotina física, de trabalho e desejos e apegos mais densos do ego, a pessoa acorda cansada com sensações desconfortáveis diversas;
  • Projeções semi-lúcidas ou semi-sonâmbulas – aqui se enquadram a maioria dos estudantes espiritualistas que gostam destes assuntos (relativo generalismo), pois todo mundo que estuda e gosta disso, já tem um grau melhor de lucidez no intrafísico, então o terá também no extrafísico;
  • Projeções lúcidas com graus variados de lucidez e graus variados de rememoração – segundo Waldo Vieira (não sei de onde tirou isto, mas está no livro Projeciologia – panorama das Experiências Fora do Corpo), apenas 1,2% da população se enquadra aqui.

Um detalhe muito importante no fator rememoração nas projeções astrais, são os médiuns que possuem uma boa abertura do chacra coronário (coroa – alto da cabeça) terem bem mais facilidade de se recordarem das projeções, mesmo em diversos graus de lucidez. A expansão desse chacra – quando o médium está bem – favorece em muito as rememorações. Afirmo que isto acontece comigo, eu nem esquento a cabeça e costumo me lembrar fácil dos recados dos amparadores e eventos extrafísicos.

viagem astral como fazer, projeção astral, viagem astral pdf, viagem astral relatos, projeção da consciência, viagem astral livro,

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. --- -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)