FRANQUIAS ESPIRITUALISTAS GRUPOS CONSCIENCIAIS INDUSTRIALIZADOS FORMATAÇÃO PENSÊNICA

FRANQUIAS ESPIRITUALISTAS GRUPOS CONSCIENCIAIS INDUSTRIALIZADOS FORMATAÇÃO PENSÊNICA

Está cada vez mais comum a “industrialização” da espiritualidade. Grupos se organizam, como superiores e portadores da verdade. A lavagem cerebral se torna sutil, dissimulada, técnica e sofisticada. Fazem um marketing moderno, sites, cartazes e folders coloridos de primeira linha. Cobram caro, prometem a “salvação” com outros termos e neo-abordagens. Criam novos termos, cartilhas, e manuais. Procuram descaracterizar o indivíduo num megapacotão que patrulha[1] e cerceiam, dizendo o que é e o que não é verdade. As pessoas se tornam teóricas e arrogantes, como “papagaios” chiques, que repetem os termos que o staff cria, sem conseguirem pensar por si ou criar algo novo. Criam franquias que podem ser abertas em qualquer local seguindo uma cartilha rigorosa e sem liberdade.

Resumindo, há várias “igrejas” em vários níveis, passando a “sacolinha” de várias formas. A industrialização faz perder a qualidade, o amor e a humanidade.

[1] Patrulhamento ideológico. Testemunhei um caso em que uma professora do grupo estava preocupada ao usar uma gargantilha de pirâmide, com medo de ser chamada de mística pelos colegas arrogantes.

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e também em Educação em Valores Humanos. - Não sou pesquisador da consciência, nem de religiões ou afins, sou apenas um escritor intuído e poeta ingênuo e romântico, médium intuitivo e inspirado, anímico e mediúnico. - Não sou entendido e nem autoridade em nenhum assunto, nem evoluído ou melhor que ninguém, até pelo contrário. - Este site é apenas uma modesta tarefa de redenção consciencial e mais nada, serve para dar vazão o que me surge na mente e que "vaza" pelo coração. Aqui estão "esculpidos" todos os meus defeitos e limitações , sem mais aparências, enfeites ou rótulos, não sou nada e nem sei de nada. Sou o "Tio Dalton" de forma irreverente, bem humorado e brincalhão. Curto rock progressivo, rock pesado, música new age e músicas mais espirituais em geral, adoro filmes de ficção científica e ação, curto eletrônica, áudio, física e matemática, tomo muito café, como carne, estou negligente na leitura e na meditação além de muito preguiçoso. Sou simples, irreverente, caipira e "sinto muitas saudades do meu planeta". MEU SONHO É UNIR AS PESSOAS NUM ÚNICO PROPÓSITO DE EVOLUÇÃO CONSCIENCIAL e a transcender as vaidades pessoais e egoísmos materiais; (utopia factível se não fosse a "babaquice" das pessoas). - "Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso". ------------- DEIXE UM COMENTÁRIO EDUCADO, ELEGANTE E BEM ESCRITO, MOTIVE-NOS!! Não abuse, os comentários são moderados.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)