GANESHA EM MEU CORAÇÃO

GANESHA EM MEU CORAÇÃO

Ganesha a força do espírito

Dalton Campos Roque – www.consciencial.org

Vem Ganesha bailar dentro de meu coração,

Mas quero fazer um trato com você,

Como forte, não destrua tudo dentro desta “caixa seca”,

Peço que medite dentro deste coração de meu ser,

E aí transpire sua força em forma de serenidade,

E que seja meu Mestre,

E me ensine incansavelmente,

Eu sei que sou um aluno teimoso e difícil,

Por isso evoquei você em meu chacra cardíaco,

Só mesmo você com sua força e paciência para me ajudar,

Mas foi preciso coragem para te chamar,

Só te chamei porque não quero mais nada para mim,

Quero apenas aprender a amar, aprender a aprender,

Pois não há outro caminho…, apenas seguir as pegadas luminosas dos mestres de antanho.

Om Ganesha Saranan!

Om Ganesha Saranan dentro de meu coração!

Eu Sou!

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. --- Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)