EU PERDOO, MAS…

EU PERDOO, MAS…

Quer dizer que você perdoa? Perdoa mesmo?

Eu perdoo, mas não quero saber dele!

Eu perdoo, mas não quero ver a cara dela!

Eu perdoo, mas ela tem que aceitar o meu perdão!

Eu perdoo, mas ele tem que mudar!

Eu perdoo, mas ela tem de fazer isso e aquilo!

Eu perdoo, mas ele tem que me perdoar também!

Eu perdoo, mas ela tem que me devolver o dinheiro!

Eu perdoo, mas ele tem que me pedir desculpas!

Eu perdoo, mas NÃO PERDOO coisa nenhuma!

É tudo da boca para fora, perdoo, mas imponho condição, tem que ser do meu jeito!

Eu perdoo, mas não perdoo!

Tem gente que faz poupança de mágoa no coração, todo dia deposita mais um pouco de rancor.

Ele(a) vai me pagar!

O carma vai dar um jeito nele!

Ela vai aprender pela dor, pois não me ouviu!

Eu creio que isto chama-se livre arbítrio, você tem todo direito de não perdoar, de poupar mágoa até virar ódio ou até mesmo de se vingar.

Mas então, não desaconselhe a quem deseja se suicidar, pois é o que você está fazendo, apenas mais um pouco lentamente.

Você gera uma carga negativa no seu campo áurico (aura), você adensa suas energias, elas ficam nubladas, densas, espessas, escuras, pesadas, lentas.perdao-perdoar-magoa-esquecer-ofensa

Após desencarnar você não vai ser punido por ninguém, pois os amigos espirituais te querem bem, mesmo você errando contra si, mas pelas leis das energias, pelas leis dos semelhantes, pelas leis de ação e reação, pelas leis do carma, você será atraído para uma dimensão astral (extrafísica) que vibra em ressonância com as tuas.

E sei que não adianta ameaçar, isto é uma burrice, queremos apenas esclarecer, e recordamos, se quiser pode se vingar, o problema é seu, não vamos te julgar.

Nós queremos ajudar a você espiritualmente incluindo seu algoz e/ou vítima.

Quando você ler “olho por olho e dente por dente” você traduza para “carma por carma ou burrice por burrice”, talvez, “carma negativo por carma negativo”.

Imagine se os amigos espirituais, os amparadores, os mestres fossem nos julgar e punir por nossos erros e omissões? Estaríamos fritos!

Perdoar funciona assim;

  • É incondicional: você não impõe nada, condição nenhuma, não pede nada, não sugere nada;
  • É unilateral: a pessoal nem precisa saber que você perdoou, é foro íntimo, reforma íntima, não exige que o outro o perdoe também;
  • É íntimo: por ser real não precisa virar propaganda, é dentro do coração e não da boca para fora, nem precisa falar para ninguém;
  • É um alívio: a sensação real de liberdade e leveza é tão grande que se torna uma experiência – vivência pessoal – autocomprobatória, ou seja, as mudanças de clima psíquico e emocional não são sutis, elas são enormes e é fácil sentir e depois de vivenciado você não terá a menor necessidade de relatar a ninguém;
  • É a maior caridade: é a melhor forma de auxiliar espiritualmente o mundo, o planeta e o universo. Melhor que montar escolas, universidades e hospitais, melhor que doar milhões para caridade, pois esta é a mais difícil que é vencer a si mesmo, o maior e pior inimigo seu – você mesmo! E ela influencia bioenergeticamente o mundo, pois as energias transcendem o espaço e as barreiras físicas.

Se não quer perdoar, não invente desculpas, assuma que não perdoar e não vai perdoar.

Há uma lenda que diz: “eu perdoo, mas não esqueço” – é apenas mais uma ingenuidade da internet. Ela quer dizer assim: eu perdoo, mas não perdoo!  A questão é óbvia, NÃO precisamos mesmo perder a memória, isto é uma questão sináptica, cerebral, fisiológica e orgânica, ou seja, você pode se lembrar a vontade, pode se precaver contra novos “golpes”, mas o perdão pode e deve ser integrar, total, incondicional e definitivo.

Indo mais além, vou lhe dar uma dica de “vingança” espetacular: perdoe e perdoe fundo. Nada irrita mais a um perdedor, a um fraco que saber que quem ele prejudicou ficou livre dele. Na verdade, você a (suposta) vítima pagou seu pedágio bioenergético ao cobrador, ao suposto algoz, e em seguida ficou livre dele. Você o deixa no Umbral do próprio coração e segue para nuvens do céu da Consciência Cósmica.

O perdão é um desvencilhamento cármico, é uma elevação do nível de sintonia, elevação das frequências energéticas da alma que te elevam, te sutilizam, é física pura, não é crença ou religião, é pegar o dial de sua consciência e sair da estação FM – Frequência Modulada da mágoa e do rancor e sintonizar no dial do SC – Sensibilização Consciencial da leveza espiritual e altos voos extrafísicos e siderais das almas livres.

Mas agora você já está sabendo o que é perdoar de verdade não pode mais inventar desculpas, o conhecimento traz responsabilidade.

Se você não consegue perdoar, eu consigo. Eu insisto, vou tentando, tentando e tentando até conseguir…

Se você acha que este texto pode auxiliar alguém espiritualmente compartilhe e divulgue, obrigado!

Ah, deixe seu comentário, isso pode me ajudar a criar outros conteúdos.
E vote nas estrelinhas bem ao fim.

 

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. --- Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

COMMENTS (2)
Responder

Como eu gostaria de perdoar todos que me machucaram.Eu tenho certeza que a maioria das minhas doenças vem deste sentimento… raiva,muita raiva.

    Oi Ademar, deixe eu te dar uma dica motivadora. Não há “vingança” melhor que perdoar. Você a pessoa no lodo e alça voo no vento da consciência. Na hora que começar a experimentar esse sentimento, vai sentir uma espécie de arrependimento assim: “puxa, como eu não perdoei antes”?? entende? Então tente, apenas tente. O perdão não é para a outra pessoa, o perdão é para consigo mesmo. Abraços e obrigado por comentar.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)