CIÊNCIA ESPIRITUALIDADE CONSCIÊNCIA E PARADIGMA

CIÊNCIA ESPIRITUALIDADE CONSCIÊNCIA E PARADIGMA

Nota: todo texto é copyright nosso, registrado, e as imagens também. O artigo pode ser repetido apenas completo sem sofrer qualquer edição e com link para nosso site, sujeito a processo legal.

Livro Paradigma Consciencial

Livro Paradigma  Quântico e o Paradigma Consciencial

Vou tentar ser sempre didático, e porque não dizer, coloquial, como se estivéssemos conversando na mesa de um bar. Eu costumo escrever os livros dessa forma, Andréa é minha revisora (ambos amadores), ela sempre me alerta: “você escreve de um jeito informal demais como se estivesse conversando pessoalmente”. Sim, de fato, é um jeito natural meu, e creio, que há o lado positivo e também o negativo, mas o importante é ser didático não importando a forma que se escreva. Um jeito bom para isso são as imagens.

CIÊNCIA ESPIRITUALIDADE CONSCIÊNCIA E PARADIGMA

Imagine o cenário de uma suposta realidade, ou seja, uma verdade mais universal, menos ilusória, algo subjetivo que nós não conseguimos ainda captar, então temos que imaginar, que oferecer como uma hipótese.

NOTA: NÃO confundir o NOME do paradigma com os cientistas Newton e Descartes, que NÃO eram materialistas, inclusive eram alquimistas e acreditavam em algo espiritual. As ciências (conhecimento) por eles desenvolvidas forneceu os parâmetros e deu o nome de batismo ao que se deseja referir paradigma mecanicista, onde apenas a matéria prevalece e o “espírito” é ignorado.

Estou esquematizando a ciência humana, do paradigma vigente mecanicista e uma suposta realidade:

CIÊNCIA ESPIRITUALIDADE CONSCIÊNCIA E PARADIGMA

A elipse representa o tamanho do alcance da ciência mecanicista humana. O espiritualismo, a espiritualidade, a New Age, não se incluem aí, estão noutro campo, noutro paradigma, a representar noutro esquema.

CIÊNCIA ESPIRITUALIDADE CONSCIÊNCIA E PARADIGMA

É apenas um esquema, ele, de cara, já possui uma incompletude que não vou desenhar para não confundir. Em verdade, o paradigma consciencial envolve, engloba e abraça também o paradigma cartesiano, ou seja, a “ciência mecanicista”.

Neste paradigma consciencial deve-se incluir: misticismo, crença, religiões, New Age, fé, mediunidade (canalização), projeção astral, EQM, paranormalidade (clarividência, clariaudiência, etc.), processos psicológicos e/ou emocionais, aura, chacras, bioenergias, terapias alternativas, tudo que existe de incoerente e tudo que existe de coerente sobre a espiritualidade no planeta Terra.

Estamos lidando com conceitos, com ideias genéricas e imperfeitas, que possuem uma intensão didática. Sempre haverá outros modos e esquemas de demonstrar tal ideia de forma melhor – cautela é bom a todo livre pensador.

Então vamos avançar progressivamente em nossa ideia-esquema:

CIÊNCIA ESPIRITUALIDADE CONSCIÊNCIA E PARADIGMA

O paradigma cartesiano (mesma coisa que ciência convencional, ciência mecanicista, paradigma mecanicista, materialismo científico, etc.) está bem próximo do que chamo de PARADIGMA QUÂNTICO, que está sendo idolatrado, mitificado e mistificado pela New Age, pelo mercado editorial e produtoras de vídeos, visando o lucro e NÃO priorizando a CONSCIÊNCIA.

O Paradigma Quântico é velho demais e até antiquado para os antigos iniciados do oriente – reencarnados também no

Livro Estudos Espiritualistas

Livro Estudos Espiritualistas – aborda a questão dos paradigmas e o materialismo

ocidente, hoje nossos colegas, amigos e professores, vestindo calças jeans e contando piadas, portanto um cortante e profundo discernimento consciencial.

Não sou conhecedor da sabedoria Védica, até porque ela é profunda demais para meu insípido discernimento, mas para quem a acessou – ao menos em sua periferia como eu – e entendeu um pouquinho – sabe que tal sabedoria transcende o conhecimento e os paradoxos quânticos a milênios.

A manifestação da sabedoria védica veio para o ocidente de diversas fontes: através da Teosofia de Blavatski, através de Yogananda – os nomes mais conhecidos – para não precisar citar outros pensadores independentes e grupos que fazem seu trabalho e cumprem o seu dharma, apenas para recordar superficialmente.

O paradigma quântico, ainda insípido e engatinhando é filho do paradigma cartesiano onde o suporte são as medições e máquinas.

O paradigma consciencial (ou holístico) é uma certa “realidade” que nos cerca onde percebemos cada vez mais as faculdades PSI e sua intersubjetividade.

Entenda os paradigmas como sendo fases ou eras e que as comparações são limitadas por seu generalismo e apenas uma visão muito relativa do autor.

Vamos fazer um comparativo ponto a ponto dos 3 paradigmas, a partir do ponto de vista do paradigma consciencial, afinal, se um sujeito 3D (conforme eu e Andréa brincamos em particular) poderia fazer a mesma comparação dando um enfoque de “vantagens” e “superioridade” ao paradigma cartesiano – entenda a complexidade do debate!

Reparem que nenhum “paradigma” é perfeito, são apenas conceitos, todo resultado depende da qualidade da humanidade que a vivencia.

Paradigma Cartesiano Paradigma Quântico Paradigma Consciencial
Menos evoluído Mediano Mais evoluído
É multidimensional Multidimensional com multiversos Multidimensional com multiversos e multidensidades
Está atrasado e falido É o atual, uma esperança É um vislumbre
Conhece as leis newtonianas cartesianas Conhece as leis quânticas Conhece as leis conscienciais
Ciência convencional Ciência fetal Ciência alhures
Capitalismo selvagem Capitalismo ecológico Capitalismo sistêmico e integral
A New Age/ Nova Era evita e detesta este A New Age / Nova Era ama este A New Age / Nova mal conhece este
Terapias convencionais Terapias alternativas com mistura e misticismo As terapias alternativas se transformam em Terapias Fundamentais com discernimento e sem mistificação
É o nível mediano das massas e sociedades do planeta Uma micro minoria entende de fato os processos quânticos Uma mini micro minoria entende de fato e a pratica em pequeno grau
Sofre de cientificismo do leigo e cientificismo do cientista Sofre de cientificismo e misticismo Sofre de intelectualismo limitante
Recebe as ações inexoráveis das leis newtonianas, das leis quânticas e das leis conscienciais Recebe as ações inexoráveis das leis newtonianas, das leis quânticas e das leis conscienciais Recebe as ações inexoráveis das leis newtonianas, das leis quânticas e das leis conscienciais
O PSI é ignorado e negado O PSI (observador e o processo de observação) começam a chamar a atenção O PSI é a ação, o processo e a reação em tudo
Cada um por si Cada um por si atenuado – teoricamente Cada um por todos em perspectiva inicial – teoricamente
Zero autoconhecimento Zero autoconhecimento Início do processo de autoconhecimento
A matéria é superior à mente A matéria está em xeque A mente e o PSI são superiores a matéria
Energia é a capacidade de realizar trabalho Energia é informação Energia é consciência
Átomos, quarks e subpartículas são elementos Átomos, quarks e subpartículas são elementos Átomos, quarks e subpartículas são CONSCIÊNCIA
Se misturam aqui: misticismo, crença, New Age e rituais, etc Lógica, contradição, paradoxos, coerência, etc Testes e vivências por erros e acertos tateando o PSI
Plano físico Plano energético Plano multidensional
Corpo físico Corpo físico, duplo energético Holossoma – todos os veículos de manifestação da consciência, sejam 7 ou 77 ou …
Lógica “racional” Lógica intuitiva e “racional” Lógina intuitiva, “racional” e transmental
Contradição: tese x antítese Complementaridade: objetivo x subjetivo x intersubjetivo x paradoxos mecânicos Complementaridade: objetivo x subjetivo x intersubjetivo x paradoxos mecânicos x paradoxos conscienciais e evolutivos
Lucidez extrafísica zero Lucidez extrafísica zero Lucidez extrafísica relativa iniciando
Para tais massas impensantes a Parapsicologia é uma pseudociência Por coerência a Parapsicologia, com o tempo, se tornará ciência, por necessidade multidisciplinar A Parapsicologia transcende a si mesmo e precisa de um novo nome / conceito
Os humanos não têm cidadania cósmica Os humanos não têm cidadania cósmica Os humanos voltam a ter cidadania cósmica
Contato raro, compulsório e traumático com ETs Contato raro, compulsório e traumático com ETs Contato aberto, natural e maduro com os ETs
É controlado por mega corporações capitalistas, máquinas de poder e interesses econômicos É controlado por corporações menores e máquinas de poder, como universidades, por exemplo Será administrado de forma distribuída, em forma de comunidades autossustentáveis e instituições democráticas conscienciais
Querendo ou não, entendendo ou não, aqui tudo é quântico Querendo ou não, entendendo ou não, aqui tudo é quântico Querendo ou não, entendendo ou não, aqui tudo é quântico transcendente ao consciencial
Querendo ou não, entendendo ou não, aqui tudo é estelar Querendo ou não, entendendo ou não, aqui tudo é estelar Querendo ou não, entendendo ou não, aqui tudo é estelar transcendente ao consciencial
É popular mesmo ao leigo É popular na New Age / Nova Era As populações, massas e New Age em geral não compreendem
É linear, objetivo, sequencial e contraditório É randômico, multiplexado, intersubjetivo e complementar (paradoxal) É transcendente e intuitivo
Bem x mal Informação x ignorância Informação x evolução
Ego social Ego espiritualista / Ego New Age Do ego evolutivo ao Não-ego
Velocidade da luz Velocidade do pensamento Transcendência do espaço x tempo
É o paradigma dominante É o paradigma mistificado É o paradigma de um vislumbre

Então, sinto muito leitor, se você ainda está nas “coisas quânticas”, “coisas estelares”, então está muito atrasado, pois nós estamos por aqui, tentando tatear o Paradigma Consciencial.

É muito deixar claro, aliás, bem claro, que é um artigo, um pensamento, uma ideia, uma hipótese, aberta, generalista e impessoal. Não desejo dirigi-lo a nenhum grupo, pessoa, linha evolutiva, religião ou sistema de pensamento. Sou um livre pensador, não tenho obrigação ou compromisso com ninguém nem nenhum grupo, e não desejo magoar e nem ofender ninguém.

Somos um casal, Dalton e Andréa, e trabalhamos sozinhos gerando conteúdo, não apenas relevante, mas profundo, inclusive fazemos toda a parte técnica, sites, diagramação, imagens e ilustração, tudo sozinhos e sem ajuda de ninguém.

Sacrifico minha imagem e minha “simpatia” para ofertar e dissecar o conhecimento de meu jeito, minha forma, e tenho que me dispor a flexibilidade de sempre poder mudar e alterar minha opinião, então vou terminar dizendo: eu posso estar errado!

Fique na paz e na luz, e acredite, meus livros são desse nível, são sérios e profundos.

Comente abaixo, vote nas estrelas e dê sua nota e se achou bom recomende e compartilhe o texto, pois minha intensão é apenas auxiliar espiritualmente as pessoas.

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo da New Age, o que considera uma viagem na maionese quântica e por ironia se declara ativista quântico.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)