O QUE É PASSE

O QUE É PASSE

A palavra passe foi criada por Frans Anton Mesmer oitenta anos antes do surgimento do espiritismo. Devido à grande utilização deste termo pelo espiritismo, a umbanda e o candomblé, a maioria das pessoas desinformadas, associa o termo passe a alguma destas religiões. O passe é um termo que significa passar, transmitir ou doar bioenergias. O termo passe magnético, utilizado por muitos, não tem muito sentido, pois magnetismo se refere a “ímã” que não é o caso humano.

Então qualquer pessoa, de qualquer religião ou mesmo sem possuir nenhuma, pode dar um passe em qualquer coisa ou animal, incluindo aí pessoas. Você pode energizar uma planta, seu bichinho de estimação, uma pessoa amada, um parente e até você mesmo, num gesto que chama-se autopasse. Já que o passe é a transmissão de um fluido vital, que todos nós possuímos, até o ateu pode e deve se valer deste, pois é uma questão de fisiologia, de física e não crença, fé, doutrina ou religião.

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque – auto intitulado como “Tio Dalton” de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade.
—–
Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e “New Age’s”.
—–
Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática.
—–
É simples, irreverente, se denomina “caipira” e “sente muitas saudades de seu planeta”.
—–
O que mais aprecia é escrever, aprender, criar “coisas” novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. — -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)