ENERGIA IMANENTE, ENERGIA CONSCIENCIAL, BIOENERGIAS OU ENERGIAS BIOCONSCIENCIAIS

ENERGIA IMANENTE, ENERGIA CONSCIENCIAL, BIOENERGIAS OU ENERGIAS BIOCONSCIENCIAIS

Ouvimos tanto falar de energias, bioenergias e energias conscienciais, mas o que é isto? Bem, na medida do possível vamos sempre tender para a ciência, que é uma corrente mais clara, objetiva e de maior aceitação social.

O Universo é energia, e dentro desta vastidão infinita existem muitas formas e manifestações diferentes de energia. Einstein provou matematicamente que a matéria é energia condensada, e que a luz é energia radiante (E=mc2). Pela física, energia é algo capaz de realizar um trabalho, e assim temos diversas formas: eólica (vento), cinética (movimento), hidráulica (água), térmica (calor), química, solar, nuclear, potencial, entre outras.

Basicamente, a energia do Universo pode ser subdividida em duas formas: Energia Imanente e Energia Consciencial. A energia imanente é primeira, ela permeia e forma todo o Universo e todos os espaços, multidimensões, multidensidades, multiversos, até o mais negro e longínquo vácuo do espaço sideral.

O “nada” é energia imanente. Por outro lado, qualquer coisa que você perceba, o corpo de seu amigo, o seu corpo, uma mesa, um carro, uma caneta, uma planta, a simpatia de uma pessoa, o ódio de alguém, um passe, uma aplicação de reiki, são energia consciencial ou energia formatada.

Assim, a energia imanente é tudo aquilo que não percebemos por vias diretas. São mais sutis, são energias não formatadas.

Ainda poderíamos subdividir a Energia Consciencial em coletiva e individual. As pedras, o mar, o sol, as estrelas, as plantas, são energia consciencial coletiva.

São manifestações criadas por todas as consciências do Universo em conjunto. Grosso modo, é a reunião de todos os pensamentos de todos os seres do Universo (físicos e espirituais), e não me refiro só ao planeta Terra, mas também a todos os outros e a todas as dimensões e multidensidades. O Universo é construção da consciência.

Quando nos referimos aos corpos, seja de plantas, seja de animais ou homens, estamos nos referindo à parte material e não à consciência que os habita. Os corpos são feitos de matéria, e a consciência não é matéria. A consciência cria tudo, inclusive a matéria.

A energia consciencial individual é aquela gerada por mim, por você, pelo cão, pelo gato. Ela é gerada pelos pensamentos, formas-pensamento humanas ou pelos pensamentos primitivos dos animais sub-humanos. Quando oro, desejo paz e amor ao mundo, emano uma energia consciencial individual positiva em prol de algo ou alguém. Quando sinto raiva, emano uma energia consciencial negativa contra algo ou alguém.

A título de curiosidade, um terapeuta, médico, ou outro profissional de cura, se tiver boas energias conscienciais, obterá melhores resultados que outro profissional que não as tenha. Tendo pensamentos bons, teremos energias conscienciais boas. O pensamento bom gera um sentimento bom, que por sua vez gera uma boa energia consciencial.

Porque certas pessoas lhe são agradáveis e outras não? O campo de energia que algumas pessoas exalam é muito positivo, enquanto outras que são antipáticas têm um campo, uma aura negativa. Para uma pessoa sensível à leitura energética, você não esconde quem é, e assim é fácil perceber até a idoneidade moral e o caráter de outras pessoas.

Uma pessoa “azeda”, que vive reclamado, se magoa com facilidade, está sempre sensível e insatisfeita, não pode ter uma energia boa. Qualquer sentimento manifesta uma energia proporcional em quantidade e qualidade, e não é difícil perceber como as pessoas são de fato por dentro.

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. --- -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.---- "Desvio-me daquilo que não posso aperfeiçoar e me aproximo daquilo que posso. Se não tenho condições de curar meu corpo, tenho condições de curar minha mente e, assim, me libertar para tomar decisões sensatas. Eu escolho o que me preocupa. O pensamento pode ser dirigido tanto para o caos quanto para a quietude. Posso optar por não esboçar infinitamente as “causas” das minhas dificuldades e projetar, no futuro, as suas limitações e agonias. Se não posso evitar que certas pessoas me condenem, posso parar de analisar seus motivos e deixar de defender meus atos. Não importa de quais aspectos eu não goste ou tenha medo, posso interromper minhas desgastantes tentativas de torná-los perfeitos." Hugh Prather - A Arte da Serenidade

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)