COSMOÉTICA DO HIPÓCRITA

COSMOÉTICA DO HIPÓCRITA

Ditadura é quando você manda em mim;

Democracia é quando eu mando em você.

 

Involuídos são os outros grupos;

Evoluído é o meu grupo.

Atrasada é a teoria dos outros;

Avançada é a minha teoria.

 

Os que me seguem são voluntários;

Os que seguem os outros são tietes.

 

Quem abandona os outros grupos perde a salvação;

Quem abandona meu grupo perde a missão de vida.

Quem contraria os outros grupos é consciente;

Quem contraria meu grupo é dissidente.

 

A antiética do meu grupo chamo de cosmoética,

A antiética dos outros grupos chama de anticosmoética.

 

A verdade dos outros grupos é absoluta;

A verdade de meu grupo é relativa de ponta.

 

O bem que os avatares fizeram eu nego a reconhecer;

O mal que eu fiz e faço eu nego a reconhecer.

 

O que é dos outros é religião e misticismo;

O que é meu é ciência suprema insuperável.

 

Os outros possuem fé irracional;

Meu grupo possui convicção íntima.

 

O que é dos outros é misticismo;

O que é meu é neociência.

 

As falácias do ego que se manifestam pelas emoções do subcérebro abdominal podem se valer dos recursos intelectuais, para convencer os incautos das massas de manobra, mas jamais iludirão os livres pensadores lúcidos. A experiência pessoal não é suficiente quando não existe a lucidez e o discernimento pessoal.

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque – auto intitulado como “Tio Dalton” de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade.
—–
Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e “New Age’s”.
—–
Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática.
—–
É simples, irreverente, se denomina “caipira” e “sente muitas saudades de seu planeta”.
—–
O que mais aprecia é escrever, aprender, criar “coisas” novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. — -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)