EXPERIÊNCIA NO UMBRAL

EXPERIÊNCIA NO UMBRAL

Humor

O barulho era ensurdecedor, quase parecia música, mas num volume estridente.

Tudo escuro como se fosse forrado de negro.

Aquela fumaça não parava e alguns feixes de luz desconfortáveis confundiam mais a visão que ajudavam.

Um cheiro de bebida alcoólica misturada com cigarro entre outros odores fétidos.

Uma multidão de seres vagava ou pulavam sem rumo e sem lucidez alguma.

Percebia-se facilmente as energias (holopensene) de futilidade, vaidade e agressividade.

Era um local totalmente desconfortável em que suava para manter o equilíbrio, a lucidez e o estado vibracional a duras custas.

Cada minuto parecia um fardo de eternidade.

Eu me concentrava nos amparadores tentando elevar a sintonia, mas não os via.

Eles deveriam estar distantes.

Quando não aguentei mais eu virei para o lado e falei com Andréa: “Vamos embora desta boate, não aguento mais esta festa idiota de Halloween (que trato por Halowrrível).

É muito duro ter que fazer um social no “umbral”.

A humanidade já está treinando para o que vai encontrar quando desencarnar.

Já não chega sermos criativos em nossa própria futilidade cultural, ainda temos que copiar a futilidade cultural importada.

O que nos falta é sermos autênticos, não necessitar de usar inglês nos produtos ou termos empresariais e curtir mais festas juninas e similares (sadiamente brasileiras).

Temos que curtir Saci, Mula sem cabeça, rapadura e brincar nas fogueiras de bambu e assar batata doce.

Viva São Cosme e São Damião!

Viva o coração simples, aberto e fraterno do povo brasileiro!

Terra da espiritualidade e do “mel”, da fraternidade e do evangelho, digo, do universalismo.

Saí quietinho do umbral e voltei para minha agrégora doméstica para dormir, torcendo para que aquele zumbido nos meus tímpanos que agüentaram perto dos 110 db (ou mais) passassem logo.

Boa noite!

Nota: um caso real em forma de conto humorístico.

Dalton

O humor deste artigo alegrou você?  Então compartilhe, alguém pode estar precisando desse bom humor!

Se você acha que este texto pode auxiliar alguém espiritualmente compartilhe e divulgue, obrigado!

Gostou desse conteúdo? Queremos saber sua opinião, responda a pesquisa a seguir e deixe seu comentário logo abaixo. E vote nas estrelinhas bem ao fim.
.

Você já teve experiências fora do corpo?

.

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo da New Age, o que considera uma viagem na maionese quântica e por ironia se declara ativista quântico.

COMMENTS (4)

Os sonhos até que ponto são considerados sem importância?

    Os sonhos são importante em nossa saúde mental e integral sim. Mas há dois contextos: um que é geral, cuja análise é baseada nos arquétipos, mitos e símbolos da cultura em que nos incluímos, e o mais importante, a análise pessoal, que pode divergir mais ou menos da análise geral. Os sonhos são ao mesmo tempo ONÍRICOS (sem sentido mesmo, apenas descargas neuronais pelo natural excesso de informação, pensamentos e sentimentos – representam uma elaboração desses pensamentos-sentimentos nos corpos sutis – reorganização holossomática), e também na questão das mensagens simbólicas (estas sim podemos e devemos interpretá-los para fim de autoconehcimento). As pessoas (o brasileiro muito) são ligadas ao simbolismo. Ele pode ser mistificado (ao gosto distorcido New Age – estilo “viagem na maionese”) ou interpretado terapeuticamente com prudência e discernimento. Um símbolo é uma mensagem do inconsciente a você, as vezes vem de você mesmo, as vezes de seu amigo espiritual (amparador), as vezes de um processo de sincronicidades (que seu inconsciente captou), mas não é preciso se preocupar demais. A dica é: caderno e caneta na cabeceira – anote os sonhos assim que puder o mais cedo após levantar (as vezes não dá né?). Eu sei que há até livros sobre o simbolismo de sonhos, mas estes servem para a questão geral, são generalistas. Algo mais aprofundado exige uma investigação psíquica mais pessoal. Concluindo: os sonhos são excelente ferramenta para autoconhecimento e autodesenvolvimento pessoal. Obrigado por participar!!

Tive um sonho estava em um lugar escuro cheio de buracos e então. Me vi caindo em um desses criaturas horrendas com garras me puxavam para dentro desses buracos tinham garras enormes e quando não aguentava mais estava quase caindo eu acordei e o impressionante é que acordei com dores terríveis nas pernas era como se tivesse estado nesse lugar de verdade!

    Oi Meire,
    Peço que analise como foi a qualidade de seu dia que antecedeu este pesadelo. Talvez seja o dia, talvez seja uma fase de preocupação, estresse e tensão, você que tem que avaliar. Mas me parece que foi uma real experiência fora do corpo (algo comum na verdade), e devido a baixa sintonia (talvez pela fase que passa), você se projetou a um lugar do umbral, um local denso. Bem, as vezes temos uma projeção meio ruim e nosso inconsciente dramatiza e cria um onirismo mais ampliado, no caso, se ele foi ruim, desconfortável, então o inconsciente amplia o negativo, amplia este desconforto. Quero dizer, pode ser uma projeção com devida ampliação dramática, onírica do inconsciente, ok? Nada aqui é julgamento e peço a você que não se julgue e nem se impressione. Procure orar com confiança e otimismo antes de adormecer. Sim, não basta orar, é preciso “sentir” confiança positiva (fé)!!!! Orar é também confiar. Estou a disposição para conversar. Abraços na alma!

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)