O EFEITO KIRLIAN É REAL?

O EFEITO KIRLIAN É REAL?

A EXPLICAÇÃO DO PROF. NEWTON MILHOMENS PARA O EFEITO KIRLIAN:

Hoje em dia, a Bioeletrografia (novo nome da Kirliangrafia) já é considerada como um FATO CIENTÍFICO pela Academia de Ciências da Rússia e por vários outros organismos internacionais, inclusive pela própria UNESCO/ONU e já é até recomendada como instrumento auxiliar para a Prática Médica pelo Ministério da Saúde da Rússia, conforme você verá mais adiante, no item apropriado.

Hoje em dia, a Bioeletrografia já está sendo utilizada e aceita como instrumento auxiliar em pesquisas, para a confecção de diversas Teses de Mestrado, Doutorado e até mesmo de Pós-doutorado, apresentadas a diversas Universidades Brasileiras, como UNICAMP, UFRJ, UFSC, UFRGS (Pelotas-RS), UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA (MG) e muitas outras mais, como serão mostradas mais adiante, no item apropriado.

Para compreendermos o que é o Efeito Kirlian, teremos que, em primeiríssimo lugar, entender como se processa o fenômeno físico e elétrico que é conhecido como Ionização.

Se o leitor prestar bastante atenção na seqüência dos tópicos abaixo expostos, seguidos da explicação do Dr. Korotkov, ainda mais adiante, vai ficar até muito fácil entender o Efeito Kirlian, ou seja, entender o que uma Máquina Kirlian realmente fotografa.

Se você já tiver algum conhecimento de Física, alguns conceitos poderão lhe parecer primários, mas tal explicação, a nível primário, se faz muito necessária, para aqueles que não são Físicos, a fim de desfazer vários equívocos publicados por leigos em Física sobre oEfeito Kirlian, o que tem dado margem a muita confusão, especialmente para aqueles que não são Físicos.

O QUE SERÁ O HALO COLORIDO?

Diversas hipóteses têm sido propostas, mas a que mais consistência apresenta, cientificamente falando, na atualidade, é aquela que é conhecida como O Modelo Bioeletrográfico, ou Modelo GDV (do inglês Gas Discharge Visualization), de autoria do Físico russo, Dr. Konstantin Korotkov, PhD e explicada fisiologicamente pelo Prof. António Marquês, de Portugal.

EXPLICANDO O GDV:
Antes de entrarmos diretamente na explicação do Modelo GDV, precisamos ter uma noção básica do fenômeno elétrico conhecido como Ionização.

Para melhor entender a Ionização, deveremos fazer uma revisão no nosso conceito de átomo e de seus componentes principais, o núcleo e a eletrosfera.

OS ELÉTRONS LIVRES:
Se um elétron, por um motivo qualquer, se desprende do átomo, deixando de girar em torno do núcleo, e sai viajando livremente, entre os demais átomos do meio ambiente, recebe o nome de “elétron livre”. Toda vez que um “elétron livre” volta a ser um elétron comum emite um “fóton de luz”, ou seja, produz luz, ilumina o ambiente.

IONIZAÇÃO:
Na realidade, todo elétron livre é um Íon, bem como todo e qualquer átomo que esteja desfalcado de elétrons no último orbital também é chamado de Íon. Os elétrons livres são os Íons Negativos e os átomos que perderam elétrons são os Íons Positivos.

IONIZAÇÃO NOS LÍQUIDOS:

Uma corrente de íons negativos sai do eletrodo negativo para o eletrodo positivo.

Uma corrente de íons positivos sai do eletrodo positivo para o eletrodo negativo.

Em ambos os eletrodos há uma fraca produção de luz.

IONIZAÇÃO NOS GASES E VAPORES:
Nos gases e vapores, os átomos e os íons são ainda muito mais livres e afastados do que nos líquidos. Quando ocorre a ionização num meio gasoso e/ou vaporoso, quase que imediatamente, todo o ambiente fica iluminado.

NOSSO CORPO EXALA GASES E VAPORES PELOS POROS DA PELE:
Como resultado do metabolismo celular de nossos corpos, diversas substâncias químicas são liberadas e, no final, são exaladas sob a forma de gases e/ou vapores pelos poros da pele, como o suor, uréia, CO2, NH4, SO2, etc, inclusive os feromônios. Este fato pode ser demonstrado através de um Espectrofotômetro.

EXALANDO GASES E VAPORES:
A todo instante, nossos corpos estão exalando gases e/ou vapores, inclusive os feromônios, vapores cujo odor promove a atração sexual entre os homens e as mulheres

CORES E ESTRUTURAS GERADAS NUM ESPECTROFOTÔMETRO:
A todo instante, nossos corpos estão exalando gases e/ou vapores, inclusive os feromônios, vapores cujo odor promove a atração sexual entre os homens e as mulheres.

O QUE NÃO É UMA FOTO KIRLIAN:
A Foto Kirlian, em absoluto, não é a Foto da Aura, também não é a Foto dos “Corpos Sutís” (corpo astral, corpo etérico, chacras, etc) nem da Auréola ou Aura dos Deuses Indianos, que aparece em torno de suas cabeças, segundo a Tradição Religiosa dos Indianos.
Também não é a Foto da Auréola ou da Aura que aparece em torno das cabeças dos Santos da Igreja Católica, segundo a Tradição Católica.

O QUE É MESMO FOTOGRAFADO?
O dedo é colocado pressionado na superfície do filme, o que é ionizado pelas descargas elétricas, na superfície superior do filme, são os gases e/ou vapores exalados pelas papilas digitais.

Como esses gases e/ou vapores são produzidos pelo metabolismo celular, está claro que indicarão como se encontra o estado de saúde orgânica e psíquica da pessoa, inclusive, até mesmo, sua sexualidade, devido à exalação dos feromônios.

COMO FUNCIONA UMA MÁQUINA KIRLIAN?
Um gerador de alta voltagem que é conduzida à placa onde se coloca o dedo (à direita) e, entre o dedo e a placa, um filme fotográfico. Quando a placa está energizada, os gases e vapores que saem pelos poros das papilas digitais são, então, ionizados.

Fonte: http://www.kirlian.com.br/


O QUE É O EFEITO KIRLIAN

Pesquisa sobre Kirliangrafia:

– Parte do artigo Revista Espiritismo e Ciência nº 34.

Ironildo Bosseli – Departamento de Pesquisas Psicobiofísicas da Fundação Espirita Américo Bairral. Pertence ao conselho curador, desenvolveu pesquisas na área científica do Espiritismo com relação à fotografia Kirlian durante 8 anos com milhares de fotos e objetos.

 

Conclusão:

“O efeito Kirlian não é uma foto da aura, nem do etérico. É o efeito Corona que se forma a partir dos seres vivos – Plantas, animais e até metais – Por ionização do ar provocada por corrente de alta freqüência, alta tensão e baixa amperagem, mais sudorese, gazes (vapores corporais), temperatura.

Quando se faz uma foto só do metal, se produz as cores vermelho e azul, ou só vermelho ou só azul, é preciso um exame acurado na estrutura da câmera utilizada. Experimentamos fotos em médiuns em psicofonia, de passistas e pacientes antes e depois dos passes, crianças, grávidas. Mesmo no campo espirita não há nada que proporcione segurança nas conclusões. As cores variam de acordo com o aterramento da máquina, variáveis físicas interferem nas estruturas dos halos e das cores.

Ironildo não sabe se há algo que se salve nas experiências Kirlian, mas levanta um aspecto interessante, o fantasma existente numa folha inteira que é cortada. Mesmo assim não é conclusiva, podem surgir outras explicações sobre esse fenômeno.

Conclui Ironildo, que não há qualquer possibilidade de diagnósticos a partir das fotos, já que ela não produz fotos padronizadas”.

Reportagem de Gilberto Schoereder

 

 

 

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Este é um texto de um autor, blog, site captado fora do Consciencial.Org e postado numa categoria específica chamada TERCEIROS, com as devidas referências, com endereço do autor e do URL da internet onde foi encontrado. Postamos textos que nos afinizamos que cremos agregar valor de conteúdo aos leitores. Somos um site EDUCATIVO para CONSCIÊNCIA de uma nova era planetária e evitamos as tão em moda mistificações e mitificações da nova era ou new age. Abraços dos autores do Consciencial.Org – agradecemos sua visita e seus comentários.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)