O HOMEM QUE VIU O INFINITO

O HOMEM QUE VIU O INFINITO

História real

Normalmente prefiro filmes de ficção científica, depois os com tema espiritualistas, os de ação, ficção e aventura, adoro os documentários de Física, matemática, ciências e suas derivações, além das especulações metafísicas. Imagine você assistindo documentários sobre a história da matemática, mas eu os adoro!

E este filme me chamou a atenção logo de cara. Saibam que eu fiz Engenharia Civil, mas antes de entrar eu fiz um ano de Matemática em Licenciatura na UFJF – Faculdade Federal de Juiz de Fora, MG, terra em que nasci. Sempre gostei de matemática e afins, então este filme me chamou a atenção fácil e me emocionei bastante ao assisti-lo.

Imagine uma pessoa com o corpo mental concreto super expandido, assim foi o Srinivasa Aiyangar Ramanujan. Entendam que o corpo metal abstrato, mais sutil e elevado se atrela mais as condições morais, enquanto o corpo mental concreto, mais as questões técnicas, científicas, abstratas, subjetivas e filosóficas, e que, na evolução consciencial, a parte “moral” (cosmoética) é e sempre será superior a qualquer situação cultural, intelectual e mental a nível evolutivo.

Para quem conhece Projeção Astral e expansão da consciência como você leitor, se assistir ao filme, vai perceber que era exatamente isto que acontecia com o indiano Srinivasa Aiyangar Ramanujan. Ele via as fórmulas prontas em “sonho”, acordava e as escrevia.  Depois ele ia pensar e entender a fórmula.

Sabem que a matemática é como qualquer outra ciência onde as soluções vão sendo encontradas devagar. Sem a matemática não teríamos praticamente nada de tecnologia e evolução, nada mesmo. A matemática é uma linguagem de Deus, assim como o amor.

Apenas uma muito breve ilustração:

Em matemática, o conceito de série, ou ainda, série infinita, surgiu da tentativa de generalizar o conceito de soma para uma sequência de infinitos termos. Esta generalização, longe de acontecer de forma impune, traz diversas dificuldades:

a.) Nem sempre é possível definir um valor resultante da soma para uma série;

b.) Não é possível em geral trocar a ordem dos termos da série;

c.) Algumas séries possuem soma infinita.

Embora a ideia de soma infinita seja bastante antiga, uma formulação matemática rigorosa só veio a surgir no século XVIII, com o advento da análise real, que denota e define uma série de termos

O Homem que Viu o Infinito 1da seguinte forma: O Homem que Viu o Infinito 2

 

Sinopse

Inspirado em uma história real, O homem que conheceu o infinito (The Man Who Knew Infinity, 2015) conta a emocionante história da genialidade de Srinivāsa Aiyangār Rāmānujan, matemático indiano que, mesmo sem formação acadêmica, contribuiu definitivamente em diferentes áreas da Matemática.

Descrição técnica do filme

Com roteiro e direção de Matt Brown, o longa é ambientado na Inglaterra, durante a Primeira Guerra Mundial. Após uma infância humilde, vivida em Mandra, na Índia, Rāmānujan (Dev Patel, de Quem Quer Ser Um Milionário?) é admitido na Universidade de Cambridge e, com a ajuda de seu professor, G. H. Hardy (Jeremy Irons, vencedor do Oscar por O Reverso da Fortuna), consegue provar como conseguiu ver o infinito.

Descrição mais ampla da história

Srinivasa Aiyangar Ramanujan (Dev Patel) nasceu na índia, em 1887. Já na infância, a sua inteligência excepcional deixa todos à sua volta impressionados. Por causa disso, ganha uma bolsa para o Liceu de Kumbakonam, onde desperta a admiração dos professores. Na adolescência começou, por auto-recriação, a estudar séries aritméticas e séries geométricas e com apenas 15 anos conseguiu encontrar soluções de polinómios de terceiro e quarto grau.

Com essa idade teve acesso a um livro que marcou a sua vida: “Synopsis of Elementary Results on Pure Mathematics”, a obra de George Shoobridge Carr, um professor da Universidade de Cambridge (Inglaterra). O livro apresenta cerca de seis mil teoremas e fórmulas com poucas demonstrações, o que influenciou a maneira de Ramanujan interpretar a Matemática. Aos 16 anos fracassou nos exames de inglês e perdeu a bolsa de estudos. Sem desistir, continuou as suas pesquisas de forma autodidacta. Estudando e trabalhando sozinho, recria tudo o que já fora feito em Matemática.

Mais tarde, decidiu frequentar uma universidade local como ouvinte. Os professores, percebendo as suas qualidades, aconselharam-no a enviar os resultados dos seus trabalhos para o grande matemático inglês G. H. Hardy (Jeremy Irons). Em 1913, impressionado com o seu intelecto, Hardy convida-o para ir para Cambridge (Inglaterra). Ali, apesar de todas as dificuldades de adaptação e de algum cepticismo do corpo docente, ele tornou-se professor no Trinity College (Cambridge) e foi agraciado com o ingresso na Royal Society de Ciências. Em 1919, adoeceu com tuberculose e voltou para a Índia…
Com realização e argumento de Matt Brown (“Ropewalk”), “O Homem Que Viu o Infinito” conta a história verídica de Srinivasa Aiyangar Ramanujan (1887 – 1920), um dos mais influentes génios matemáticos do século XX.

 

Minha opinião

Um relato realista do conservadorismo e elitismo inglês ortodoxo, corrente no meio acadêmico até hoje, num meio em que dominava (e domina ainda hoje) a arrogância e a empáfia. É um exemplo paradigmático dos constrangimentos macroestruturais de carácter sócio-cultural que se impõem sobre indivíduos dos estratos menos favorecidos. A não perder.

 

O Homem Que Viu O Infinito – Trailer Oficial Legendado

 

Links para saber mais sobre a Matemática e afins

História de Srinivasa Ramanujan: https://pt.wikipedia.org/wiki/Srinivasa_Ramanujan

Análise matemática:
https://pt.wikipedia.org/wiki/An%C3%A1lise_matem%C3%A1tica

Teoria dos números: https://pt.wikipedia.org/wiki/Teoria_dos_n%C3%BAmeros

O que são e como funcionam as Séries Matemáticas: Série (matemática)

Adição: https://pt.wikipedia.org/wiki/Adi%C3%A7%C3%A3o#Somas_.C3.BAteis

 

Mais filmes com histórias reais dramáticas e alucinantes para seu deleite sobre Ciência, Matemática, Física e afins

1.  A Teoria de Tudo: mais humanidade e menos Ciência
A vida de Sthephen Walking – História real

2. The Imitation Game (2014)

– Título no Brasil: O Jogo da Imitação. Candidato ao Oscar 2015 interpretou o matemático Alan Turing
Um Matemático foi quem realmente ganhou a 2ª guerra mundial, você sabia? – História real

Durante a Segunda Guerra Mundial, o governo britânico monta uma equipe que tem por objetivo quebrar o Enigma, o famoso código que os alemães usam para enviar mensagens aos submarinos. Um de seus integrantes é Alan Turing (Benedict Cumberbatch), um matemático de 27 anos estritamente lógico e focado no trabalho, que tem problemas de relacionamento com praticamente todos à sua volta. Não demora muito para que Turing, apesar de sua intransigência, lidere a equipe. Seu grande projeto é construir uma máquina que permita analisar todas as possibilidades de codificação do Enigma em apenas 18 horas, de forma que os ingleses conheçam as ordens enviadas antes que elas sejam executadas. Entretanto, para que o projeto dê certo, Turing terá que aprender a trabalhar em equipe e tem Joan Clarke (Keira Knightley) sua grande incentivadora.

3. Good Will Hunting (1997)

– Título no Brasil: Gênio Indomável

Em Boston, um jovem de 20 anos (Matt Damon) que já teve algumas passagens pela polícia e servente de uma universidade, revela-se um gênio em matemática e, por determinação legal, precisa fazer terapia, mas nada funciona, pois ele debocha de todos os analistas, até se identificar com um deles. Matt Damon é um faxineiro do MIT que tem o dom da matemática e é descoberto ao resolver um problema, mas precisa da ajuda de um psicólogo para encontrar a direção na sua vida. um filme inspirador de Gus Van Sant, que ganhou os Oscars de ator coadjuvante para Robin Williams e de roteiro original para a dupla Damon e Ben Affleck.

4.   21 (2008) – Título no Brasil: Quebrando a banca

Ben Campbell (Jim Sturgess) é um jovem tímido e superdotado do MIT que, precisando pagar a faculdade, busca a quantia necessária em jogos de cartas. Ele é chamado para integrar um grupo de alunos que, todo fim de semana, parte para Las Vegas com identidades falsas e o objetivo de ganhar muito dinheiro. O grupo é liderado por Micky Rosa (Kevin Spacey), um professor de matemática e gênio em estatística, com quem consegue montar um código infalível. Contando cartas e usando um complexo sistema de sinais, eles conseguem quebrar diversos cassinos. Até que, encantado com o novo mundo que se apresenta e também por sua colega Jill Taylor (Kate Bosworth), Ben começa a extrapolar seus próprios limites.

5. Little Man Tate (1991) – Título no Brasil: Mentes que brilham

Aos sete anos Fred Tate (Adam Hann-Byrd) demonstra ter talentos extremamente precoces, se destacando em áreas distintas como matemática e artes. Ele tem consciência de seu dom, da mesma forma que conhece a responsabilidade que ele lhe traz. Dede Tate (Jodie Foster), sua mãe, trabalha como garçonete em um restaurante chinês e luta para que o filho tenha uma vida normal. O maior medo de Dede é que Fred seja visto como alguém anormal, devido aos seus talentos. Só que, ao tentar lhe dar uma educação normal, Dede também limita seu potencial.

6. An Education (2009) – Título no Brasil: Educação

Jenny Carey (Carey Mulligan) tem 16 anos e vive com a família no subúrbio londrino em 1961. Inteligente e bela, sofre com o tédio de seus dias de adolescente e aguarda impacientemente a chegada da vida adulta. Seus pais alimentam o sonho de que ela vá estudar em Oxford, mas a moça se vê atraída por um outro tipo de vida. Quando conhece David (Peter Sarsgaard), homem charmoso e cosmopolita de trinta e poucos anos, vê um mundo novo se abrir diante de si. Ele a leva a concertos de música clássica, a leilões de arte, e a faz descobrir o glamour da noite, deixando-a em um dilema entre a educação formal e o aprendizado da vida.

7. La educación prohibida (2012) – Título no Brasil: A Educação Proibida

A EDUCAÇÃO PROIBIDA é um Documentário produzido no ano de 2012, que questiona a escolarização moderna e propõem um novo modelo educativo. O filme tem como objetivo dar visibilidade a experiências no âmbito educacional, que contrapõem ao modelo pedagógico tradicional.

O modelo atual de escola, já existe a mais de 200 anos e ainda é considerado a principal forma de acesso à educação. Hoje, escola e educação são conceitos amplamente discutidos em fóruns acadêmicos, políticas públicas, instituições educativas, meios de comunicação e espaços da sociedade civil. Desde sua origem, a escola tem sido caracterizada por estruturas e práticas que hoje são consideradas obsoletas e ultrapassadas, que não acompanham as necessidades do século XXI.

8. The Wave (2008) – Título no Brasil: A Onda

Em uma escola da Alemanha, alunos tem de escolher entre duas disciplinas eletivas, uma sobre anarquia e a outra sobre autocracia. O professor Rainer Wenger (Jürgen Vogel) é colocado para dar aulas sobre autocracia, mesmo sendo contra sua vontade. Após alguns minutos da primeira aula, ele decide, para exemplificar melhor aos alunos, formar um governo fascista dentro da sala de aula. Eles dão o nome de “A Onda” ao movimento, e escolhem um uniforme e até mesmo uma saudação. Só que o professor acaba perdendo o controle da situação, e os alunos começam a propagar “A Onda” pela cidade, tornando o projeto da escola um movimento real. Quando as coisas começam a ficar sérias e fanáticas demais, Wenger tenta acabar com “A Onda”, mas aí já é tarde demais.

9. Uma Mente Brilhante

Russell Crowe é um brilhante matemático, que na década de 1950 é chamado para trabalhar com criptografia para o governo americano no auge da guerra fria, período em que desenvolve esquizofrenia, o que acaba com seu casamento. O filme foi acusado de deturpar a vida do personagem real, mas foi um grande sucesso e ganhou quatro Oscars, de melhor filme, diretor, roteiro e atriz coadjuvante para a bela Jennifer Connelly.

10. Pi

Um jovem matemático vive enclausurado em Nova York, escondido da luz do sol. em casa ele desenvolveu um supercomputador que lhe permitiu entender a dinâmica do mundo, onde tudo se repete, o que fez com que ele aprendesse a prever o futuro das ações na bolsa com grande precisão. primeiro longa do hoje celebrado Darren Aronofsky.

11. O Preço do Desafio

Edward James Olmos – indicado ao Oscar – é um dedicado professor que se emprega numa escola da periferia de Los Angeles para orientar alunos carentes e indisciplinados. apesar de todas as dificuldades, consegue ensinar-lhes cálculo e até formar um grupo para participar pela primeira vez de uma prova nacional de matemática. bonito e inspirador.

12, Sob Domínio do Medo

Dustin Hoffman é um tímido e estudioso professor de matemática que muda-se com a esposa para o interior da Inglaterra para fugir do caos dos colégios americanos, mas os habitantes locais começam a hostilizá-lo e ele tem que transformar-se num vingador calculista para sobreviver. a violência estilizada de Sam Peckinpah na melhor forma.

13. Mentes que Brilham

Um menino já sabia ler quando tinha um ano, aos quatro escrevia poesias, agora aos sete pinta quadros e resolve complicados problemas matemáticos. dividido entre a mãe carinhosa que quer que ele seja uma criança normal e a mentora determinada a desenvolver seus talentos, ele procura sua identidade. dirigido por Jodie Foster, é um filme bonito e sensível.

14.    21 Gramas

Sean Penn é um professor de matemática à espera de um transplante de coração, sua vida se cruza com a de uma ex-viciada que vive um casamento perfeito e um ex-presidiário que tornou-se religioso. o título se refere ao peso que uma pessoa perde quando morre, supostamente o peso da alma. grande filme de Alejandro González Iñarritu.

15. A Prova

A filha de um brilhante, mas esclerosado, matemático recém-falecido, com medo de enlouquecer como o pai, isola-se em sua casa, até que um ex-aluno dele pede para estudar suas anotações em busca de uma nova teoria matemática. baseado numa peça de sucesso, tem, sua força no elenco, Gwyneth Paltrow, Anthony Hopkins e Jake Gyllenhaal, respectivamente.

16. Rain Man

Tom Cruise é um vendedor ambicioso que descobre no enterro do pai ter um irmão mais velho – Dustin Hoffman -, que vive num sanatório, é autista, mas tem uma inteligência matemática prodigiosa. filme supervalorizado do fraco Barry Levinson, que levou quatro Oscars de filme, diretor, roteiro e ator.

 

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo da New Age, o que considera uma viagem na maionese quântica e por ironia se declara ativista quântico.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)