SE VOCÊ FOR HOMEM VAI VIRAR MULHER… na outra vida

SE VOCÊ FOR HOMEM VAI VIRAR MULHER… na outra vida

Este texto é dedicado a todas as mulheres, em especial para: Andréa Lúcia (esposa); Denise Campos Roque (irmã); Ilza Andrade (amiga); Célia Fróes (amiga); Cristiane (amiga) e Adriane Serighelli (amiga), guerreiras da alma, guerreiras do coração, guerreiras do amor, guerreiras da paz, que admiro de uma forma que não consigo expressar.

Eu sempre estou refletindo sobre as coisas, sobre a vida. Levo Andréa bem cedo ao trabalho, retorno e fico só em cas,a com minha Calopsita “Quântica” me fazendo companhia. Faço um café, um chá, tomo alguns produtos naturais e olho para janela de um grande quintal maravilhoso que adoro e agradeço a Deus toda oportunidade pessoal, social e espiritual que me rodeia.

Penso em minhas forças, principalmente em minhas fraquezas humanas e conscienciais, penso nas mulheres que conheci, as amigas, a irmã, a esposa e vejo tanta força, tantas guerreiras do amor e da vida… Não é exagero, eu me emociono, eu me sinto pequeno, muito pequeno quando observo tanta força, tanto “poder” e me curvo as forças YIN, me curvo ao SAGRADO FEMININO, a todas as mulheres da vida e do mundo. Em cada uma delas vejo a MÃE DIVINA – assista dois vídeos rápidos meus sobre a Mãe Divina a seguir:


Eu tenho muitas memórias de vidas (encarnações ) anteriores e sei de muitas de minhas dívidas e ônus, e por tudo isso, hoje me sensibilizo a compensar um amor que não tive. É tempo da mulher, é tempo de reconhecer.

Elas são muito mais poderosas e inteligentes que os homens. Elas trabalham muitas vezes mais que qualquer homem em qualquer situação de vida. Elas são mais gratas, elas perdoam mais, elas amenizam, aquiescem, colocam panos quentes nas imbecilidades machistas masculinas, elas se calam e elas têm uma verdadeira compaixão inatingível pelos corações dos homens. Eu me rendo! Eu me rendo e me curvo! Não apenas em voz, mas no ego e em meu espírito, eu curvo toda minha alma em desculpas e reconhecimento ao poder feminino.

Todo machista é um covarde imbecil que não compreende a reencarnação, pois o homem covarde e truculento com a mulher hoje reencarnará mulher submissa amanhã. Não, não! Isso não é vingança New Age, ameaça babaca, é apenas Lei Natural de Ação e Reação, de justiça cósmica inviolável.

A todas elas toda minha reverência, humildade e respeito! Eu sou Dalton, servo da Mãe Divina, sabendo que é fácil se curvar “humilde” a grandes “nomes” e “entidades”, mas a humildade real está em se curvar as simples, humildes, sofredoras e pequenas mulheres. Obrigado a TODAS vocês!


 

 

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque – auto intitulado como “Tio Dalton” de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade.
—–
Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e “New Age’s”.
—–
Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática.
—–
É simples, irreverente, se denomina “caipira” e “sente muitas saudades de seu planeta”.
—–
O que mais aprecia é escrever, aprender, criar “coisas” novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. — -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)