PRÁTICA DE LIMPEZA BIOENERGÉTICA

PRÁTICA DE LIMPEZA BIOENERGÉTICA
  • Posição: olhos fechados, sentado ou deitado, mas de preferência deitado.
  • Estado: relaxado e atento, sereno e alerta e sem devaneios.
  • Objetivo: limpeza das energias e do corpo espiritual.
  • Foco: todos os chacras*.
  • Precauções: providenciar não ser incomodado.
  • Horário sugerido: à noite, ao deitar, mas pode ser praticado em qualquer horário.
  • Tempo previsto: 20 minutos, mas pode ser esticado a gosto e conforme a necessidade pessoal.
  • Características: o exercício parte do pressuposto que se está denso e sujo bioenergeticamente. Pode ser guiado por terceiros ou por si, mentalmente, depois de memorizada a prática.
  • Detalhes: o exercício poderá ser mais focado em determinado chacra, conforme necessidade do paciente, e praticando deitado terá maior facilidade de mirar especificamente os flocos em cada chacra principal. Este exercício me foi passado intuitivamente por amigos espirituais.

Iniciando a prática:

Relaxe e feche os olhos.

  • Eleve os pensamentos, peça amparo espiritual. (pausa) –
  • Exteriorize um pouco de energia para o ambiente, por alguns minutos, por todos os seus chacras, sem fazer força. –
  • Seu corpo é todo de material translúcido, semitransparente. –
  • Imagine seu corpo todo manchado, por dentro e por fora, de nódoas pretas, cinzentas, marrons, verde musgo, etc. –
  • Ele exala uma aura escura, da mesma cor. –
  • Nem por isto você se sente mal.
  • Estas são como nódoas ou manchas cármicas e bioenergéticas que você trás de outras vidas, e mais às que adquiriu nesta. –
  • Você está sentado/deitado numa cadeira/cama branca.
  • Imagine vários espíritos de Luz em volta de você.
  • Para o do exercício é absolutamente necessário sinceridade, humildade, vontade intensa de se melhorar e trilhar um caminho de bem. –
  • Há alguns equipamentos extrafísicos no alto que você não compreende e nem é necessário.
  • Há um tubo que logo soltará do alto alguns flocos de energia branca, que parecem algodão etérico. –
  • Sua vontade sincera neste exercício vai liberar de você um quantum de bioenergias, que os amparadores extrafísicos** reutilizarão para processar os flocos de energia. –
  • Lembre-se, seu corpo é de vidro, mas não é sólido, ele é etérico.
  • Ele será coberto e atravessado pelos flocos, a fim de limpá-lo. –
  • Relaxe, mas concentre-se! Você continua de olhos fechados sentindo-se bem. –
  • Seu corpo está escuro, conforme descrevemos antes, e os flocos são brancos e semitransparentes. –
  • Os flocos começam a absorver suas energias densas, sujas e deletérias.
  • Enquanto isto acontece, seu corpo começa a clarear e os flocos a escurecer. Seu corpo vai ficando claro, transparente e luminoso e os flocos, escuros, até sumirem. –
  • Mais flocos continuam a cair. –
  • O tubo vagarosamente vai derramando mais e mais flocos por sobre seu corpo. –
  • Você vai sendo recoberto por uma montanha de flocos limpantes e inteligentes. –
  • Seu corpo torna-se um corpo de luz fulgurante, da cabeça aos pés. Você é uma potente lâmpada fluorescente, viva, leve, suave e semitransparente. – Seu corpo está tão limpo, claro e leve, que começa a flutuar. –
  • A luz que emana de você ocupa todo o ambiente e jorra em todas as direções. Expande-se aos limites da sala, quarto ou salão em que se encontra, e continua a crescer até iluminar todo o planeta. –
  • Permaneça o tempo que desejar. Se fizer deitado será melhor ainda e poderá dormir em seguida.

OBS.: Esta prática poderá ser visualizada no CD multimídia “Práticas Bioenergéticas” – Vol. I – dos mesmos autores. Vide www.consciencial.org.(Texto extraído do livro “Estudos Espirituais – Desvendando os Caminhos” – Editora ISC – Curitiba, Paraná – 2008).

* Chacras – do sânscrito – são os centros de força situados no corpo energético e que têm como função principal a absorção de energia – prana, chi – do meio ambiente para o interior do campo energético e do corpo físico. Além disso, servem de ponte energética entre o corpo espiritual e o corpo físico. Os principais chacras são sete – que estão conectados com as sete glândulas que compõem o sistema endócrino: coronário, frontal, laríngeo, cardíaco, umbilical, sexual e básico. ** Amparador extrafísico – entidade extrafísica e positiva que ajuda o projetor nas suas experiências extracorpóreas; mentor extrafísico; mestre extrafísico; companheiro espiritual; protetor astral; auxiliar invisível; guardião astral; guia espiritual; benfeitor espiritual.

Se você acha que este texto pode auxiliar alguém espiritualmente compartilhe e divulgue, obrigado!

Gostou desse conteúdo? Queremos saber sua opinião, deixe seu comentário logo abaixo.

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. --- -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)