A MEDITAÇÃO TRANSPESSOAL CONSCIENCIAL

A MEDITAÇÃO TRANSPESSOAL CONSCIENCIAL

Originalidade – Assim desenvolvemos nosso próprio termo e grupo de técnicas de meditação simples, práticas, eficientes e acessíveis que você pode praticar onde e quando quiser a um custo justo, com eficiência garantida, que denominamos MEDITAÇÃO TRANSPESSOAL CONSCIENCIAL, também chamados de GUIAS DE ATIVAÇÃO ENERGÉTICA. Embora estejam desativados, estão em aperfeiçoamento avançado aqui: https://www.consciencial.com.br/

 

Histórico

Verdade – No decorrer da história humana, sempre se tem afirmado que as coisas duradouras na vida estão na mente e no espírito de cada pessoa. Na antiguidade alguns sábios desenvolveram as ciências da Yoga e a meditação. Estas técnicas refinadas são benéficas para todos os níveis da vida humana. Curam e fortalecem o corpo físico, promovem a concentração e o equilíbrio da mente, e proporcionam paz profunda e felicidade ao espírito. História – Para expandir a mente e elevar a consciência, os iogues desenvolveram a meditação.

Esta técnica mental, o qual não se tem certeza da época e origem, incrementa a memória e a habilidade intelectual. Também desenvolve compreensão e tolerância. A meditação aumenta a força de vontade e a capacidade de autocontrole, adquirindo seu praticante uma mente saudável, equilibrada e uma personalidade integrada. É benéfica para as três inteligências do ser humano: QI – quociente intelectual, QE – quociente emocional e QEsp ou QS – quociente espiritual.

Transpessoal – Hoje em dia existem muitas técnicas diferentes e diversos tipos de meditação. Nós optamos por esta, por ter comprovado pessoalmente o seu benefício e não apenas por mera teoria. Para corroborar há cada vez mais estudos científicos no mundo todo sobre os benefícios da meditação.

 

As relações entre cérebro e mente na pré-história

Da pré-história aos dias atuais, diferentes formas de reflexão a respeito das possíveis relações entre o corpo e suas funções mentais (ou alma) foram produzidas (KRISTENSEN, et al, 2001 apud CASTRO e LANDEIRA-FERNANDEZ, 2009).

O debate acerca da natureza da mente humana vem tomando novos rumos graças à influência do conhecimento biológico e à crescente investigação sobre a atividade neural (CHURCHLAND, 2004).

Para Finger (1994) retirado de Landeira-Fernandez (2009) é muito provável que espécies hominídeas extintas e o homem pré-histórico perceberam que traumas cranianos produziam distúrbios mentais, como perda da consciência, danos à memória, convulsões e alterações do comportamento.  Porém, não é possível determinar com exatidão os conhecimentos que essas culturas tinham sobre a relação entre cérebro e funções mentais, uma vez que não há registros escritos.

As descobertas sobre trepanação (do grego trupanon, perfuração, abrir um buraco), que é um procedimento cirúrgico que consiste na retirada de uma porção do crânio, constituem a principal evidência de que essas culturas possivelmente atribuíam ao cérebro um papel importante na regulação das funções mentais, uma vez que esses orifícios cranianos foram deliberadamente realizados de forma cirúrgica, para atingir algum determinado propósito (FINGER, 1994 apud CASTRO LANDEIRA-FERNANDEZ, 2009).

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. --- -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.---- "Desvio-me daquilo que não posso aperfeiçoar e me aproximo daquilo que posso. Se não tenho condições de curar meu corpo, tenho condições de curar minha mente e, assim, me libertar para tomar decisões sensatas. Eu escolho o que me preocupa. O pensamento pode ser dirigido tanto para o caos quanto para a quietude. Posso optar por não esboçar infinitamente as “causas” das minhas dificuldades e projetar, no futuro, as suas limitações e agonias. Se não posso evitar que certas pessoas me condenem, posso parar de analisar seus motivos e deixar de defender meus atos. Não importa de quais aspectos eu não goste ou tenha medo, posso interromper minhas desgastantes tentativas de torná-los perfeitos." Hugh Prather - A Arte da Serenidade

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)