EXPERIÊNCIAS EVIDENCIAM AS BIOENERGIAS

EXPERIÊNCIAS EVIDENCIAM AS BIOENERGIAS

É fato constatado em laboratório[1] o efeito benéfico das bioenergias em diversas circunstâncias. Nas curas obtidas através de grupos de orações por religiosos e espiritualistas cheios de fé[2], imbuída de sentimentos e pensamentos saudáveis. Notam-se efeitos em plantas, e na água. Há infinidade de possibilidades experimentais.

 

Portanto, a cura proveniente das orações já não é mais milagre (no sentido de consistir em fenômeno sobrenatural e incompreensível pela lógica racional), mas fato constatado pela Ciência, embora esta não saiba como. Tudo é natural, tudo faz parte da natureza, e o que não é explicado hoje, amanhã será dissecado pela Ciência à exaustão.

 

Pesquisa de cientista japonês sugere[3] que cristais indicam qualidade da água[4]:

 “O cientista japonês Masaru Emoto visitou a região da Bacia da Prata ente 5 e 11 de abril. Ele colheu amostras do rio Tietê e seus afluentes para usá-las em sua pesquisa sobre ocorrências de cristais na água. O estudo concluiu que a estrutura cristalina da água pode refletir os efeitos e atitudes da humanidade. O cientista também realizou conferências nas cidades visitadas, São Paulo, Carapicuíba, Itu, Piracicaba e Araraquara. O convite a Emoto foi feito pelo Movimento Grito das Águas, Fórum Social das Águas e pelo vereador do PT de Araraquara, Carlos Nascimento.”

 

“Durante a visita à Bacia da Prata, o cientista foi acompanhado pelo coordenador do Movimento Grito das Águas, Leonardo Moretti. Os ativistas do movimento coletaram água para análise do grau de contaminação. Moretti lançou nas cidades por onde passaram o livro “Grito das Águas”. Ele foi um dos coordenadores do Fórum Social das Águas 2003, em Cotia (SP), entre 16 e 23 de março deste ano e atua também como secretário geral da Internacional Global Water Coalition, iGWC, com sede na França.”

 

“Nas conferências realizadas na região, o cientista japonês defendeu a teoria de que os cristais indicam a qualidade da água, ou seja, a beleza estática dos cristais reflete a qualidade da água. Ele expôs outra experiência que vem provocando uma revolução no meio científico: a obtenção de melhoria na qualidade da água submetendo amostras à música e às palavras.”

 

“O cientista levará às autoridades japonesas o dossiê entregue por ambientalistas sobre as fraudes ambientais nas obras de despoluição e rebaixamento da calha do rio Tietê, financiadas pela agência de cooperação do governo japonês (JBIC) e pelo BID.”

 

“Durante a passagem do coordenador do Movimento Grito das Águas, Leonardo Morelli, e do cientista japonês, Masaru Emoto, o prefeito de Araraquara, Edinho Silva (PT), marcou a realização do Fórum Social das Águas do Guarani em outubro deste ano. Entre os principais objetivos do encontro estão a discussão de medidas de proteção ao Aquífero Guarani, que tem uma de suas áreas de recarga situada na cidade.”

 

“Mais informações sobre o cientista japonês Masaru Emoto e fotos dos cristais de água no site www.hado.net – (dez/2007).”

[1] Vide livro Evidências da Sobrevivência, Carlos A. F. Guimarães, Ed. Madras Espírita.

[2] Folha de São Paulo, Caderno Equilíbrio – 03 de maio de 2007 – Por Mariana Bergel <http://www1.folha.uol.com.br/fsp/equilibrio/eq0305200705.htm>. Não importa qual é a crença nem se ela envolve um deus. O fato é que práticas como oração e meditação vêm se tornando, cada vez mais, alvo de estudo de pesquisadores da área da saúde, que investigam, em vários países, os efeitos da fé sobre o organismo humano. […]

[3] Embora as pesquisas do Sr. Emoto não sejam ainda consideradas científicas, pois falta o rigoroso controle acadêmico, etc, tomamos este fato como apenas uma evidência. Veja mais em < http://www.masaru-emoto.net/ > 22/10/2012

[4] Fonte: <http://www.muda.org.br/cristais.htm> – 18/09/2005. Visite também: http://www.amebrasil.org.br/portugues/artigosb.htm.

 

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. --- -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.---- "Desvio-me daquilo que não posso aperfeiçoar e me aproximo daquilo que posso. Se não tenho condições de curar meu corpo, tenho condições de curar minha mente e, assim, me libertar para tomar decisões sensatas. Eu escolho o que me preocupa. O pensamento pode ser dirigido tanto para o caos quanto para a quietude. Posso optar por não esboçar infinitamente as “causas” das minhas dificuldades e projetar, no futuro, as suas limitações e agonias. Se não posso evitar que certas pessoas me condenem, posso parar de analisar seus motivos e deixar de defender meus atos. Não importa de quais aspectos eu não goste ou tenha medo, posso interromper minhas desgastantes tentativas de torná-los perfeitos." Hugh Prather - A Arte da Serenidade

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)