O DESTINO, O KARMA, A TEORIA DO CAOS

O DESTINO, O KARMA, A TEORIA DO CAOS

Esta é uma teoria matemática complexa que estuda o acaso (ou lógica do Universo, se preferir) e que envolve, entre outras ferramentas, a estatística. Assim, a teoria do caos não é uma teoria de desordem, mas busca no aparente acaso uma ordem intrínseca determinada por leis precisas.

A ordem é implícita sempre em uma visão macro e parece aleatória em uma visão micro. Quanto mais distante for a visão do sistema observado, maior a ordem e a coerência.

Acreditamos que por estudos acurados da teoria do Caos e da teoria dos sistemas abertos e fechados e com melhor entendimento da Mecânica Quântica, a compreensão do karma seja desvendada. Não nos deteremos nisto. Não somos físicos ou matemáticos, não conhecemos a fundo a teoria e nem é o objetivo deste livro, onde procuramos facilitar o entendimento do leitor. Esperamos um dia nos aprofundar por estas veredas, pois por elas temos afinidade e simpatia.

O sentido disto é para termos um alicerce mais técnico e científico para nosso trabalho, que é totalmente baseado na lógica e na coerência, a fim de destruir as ilusões cristalizantes para nossa libertação espiritual. A intenção de utilizar a ciência não é frieza ou materialismo, mas para desmontar o fanatismo, o radicalismo científico e a fé cega com argumentos lógicos e inteligentes.

 

Folhas ao vento

 

Sem dúvida você já se deparou com o movimento desordenado das folhas mortas nos dias de muito vento. Nenhum padrão se manifesta em seus deslocamentos: elas sobem, descem, bailam, se detêm em pleno ar e tornam a descer. Impossível adivinhar qual será sua trajetória. Desta maneira você deduz que um comportamento complexo deve ter uma causa complexa? Não necessariamente!

É realmente surpreendente que uma lei de evolução, tão simples e determinista quanto a função lógica, possa ter um comportamento caótico. Por outro lado, é ainda mais estranho que a imprevisibilidade e caos possam ser encontrados no seio de uma lei, cujo papel é justamente combater o acaso e demonstrar o futuro.

 

Destino

 

Segundo a Teoria do Acaso, ou Teoria do Caos, existe sempre uma lógica norteando todos os acontecimentos, mesmo aqueles aparentemente casuais. Você pode chamar o responsável por isso de vários nomes:

 

  1. Deus;
  2. Ordem Universal;
  3. Força da Natureza;
  4. Destino;
  5. Karma;
  6. Lei de Ação e Reação;
  7. Lei Natural

 

Mais importante, no entanto, é entender que, se contribuirmos com os fatos que nos acontecem através do livre-arbítrio, podemos mudar nossa “sorte”, acelerando ou atrasando os processos da vida, e até impedindo que coisas boas ou ruins aconteçam.

 

É interessante ressaltar que estas informações são importantes para despertar nossa humildade perante a natureza e nos conscientizar de nossa insignificância perante o cosmos.

 

***

Quanto menos sabe o indivíduo, mais “sabido” ele é.

***

“Cada um é mercador de seu próprio desconhecimento.”

***

Cada um é salvador de si próprio

 

Livros, sites, cursos, iniciações, evocações não fazem milagres. Pessoas sim os fazem. Não espere nada deste livro se não puder acreditar em você mesmo. Nenhuma técnica substitui a força de vontade.

Em todos os lugares, a cada dia, hora, minuto e a cada milésimo de segundo acontecem muitos “milagres”. Cada amanhecer e anoitecer é um grande milagre, mas não estamos falando apenas disto. Os maiores milagres acontecem dentro de nós, dentro do âmago mais profundo de nossa consciência.

Cada mudança, melhoria, cada estágio evolutivo superado. Estes sim são os maiores milagres do Universo. Dentro de cada consciência existe um microuniverso que está contido no macrouniverso. Quanto mais afinado e harmonizado o seu microuniverso consciencial estiver com o macrouniverso, mais feliz, próspero e realizado você estará.

 

***

“Karma não se paga com sofrimento, se quita com trabalho!”

Wagner Borges

***

Não pretendemos criar regras ou esgotar este tema tão belo e tão complexo. Nosso livro é baseado em experiências pessoais, estudos e vivências parapsíquicas anímico-mediúnico-espirituais, hipóteses, teorias, conceitos e ideias próprias. Tentamos com este trabalho desmistificar e equacionar com mais clareza o tema, citando exemplos, criando ilustrações – e até mesmo umas poucas fórmulas matemáticas – para satisfazer a uma gama variada de leitores exigentes que desejam uma resposta bem clara e não outra pergunta como resposta.

 

Sabemos que quando se trata do assunto Consciências ou Almas, como é o caso do karma, não existem regras e nem padrões. É tudo muito subjetivo e abstrato, e cada caso é particular e único. O livro passa uma ideia geral e realista de como funciona o karma, sem esquecer a máxima: “cada caso é um caso”.

***

“Estudar um assunto avançado não faz de nós pessoas evoluídas,

mas apenas o desejo de sermos evoluídos”.

Wagner Borges

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque – auto intitulado como “Tio Dalton” de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade.
—–
Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e “New Age’s”.
—–
Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática.
—–
É simples, irreverente, se denomina “caipira” e “sente muitas saudades de seu planeta”.
—–
O que mais aprecia é escrever, aprender, criar “coisas” novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. — -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)