BANCO CONSCIENCIAL E OS CARMAS

BANCO CONSCIENCIAL E OS CARMAS

O karma negativo

Reação negativa que recebo devido a algum mal praticado. São resultados negativos oriundos de ações negativas do passado. Débitos contraídos no passado e as consequências se manifestam no presente.

O karma positivo

Se estas ações forem positivas as reações também o serão. Reações positivas são denominadas karma positivo. Créditos do passado e as consequências se manifestam no presente.

Karma negativo e karma positivo são subconjuntos do karma.


O karma negativo é um grande débito existencial, e o karma é um grande banco espiritual que administra esta dívida. Os amparadores ou espíritos evoluídos são os funcionários deste banco e o gerente é o [1]Orientador Evolutivo ou Mestre Orientador ou Senhor do Karma.

Nossas vidas são o resultado das negociações desta dívida, ou seja, apenas uma das muitas parcelas que ainda devem ser quitadas (as mais urgentes). Os juros infelizmente existem, mas podem crescer ainda mais ou diminuir. Só depende de nós. Quanto mais lentidão para quitar, mais juros, quanto mais coragem, força de vontade, velocidade e disposição para quitá-la, menores os juros e ainda recebemos mais ajuda espiritual.

[1] Orientador Evolutivo, Mestres Ascensos, Senhores do Karma, Mega Amparadores ou simplesmente Mestres são designações relativas ao nível evolutivo de grandes Consciências Siderais ou Espíritos de Luz que estão muito a nossa frente na hierarquia evolutiva.

O karma pode ser assumido de três formas

  1. Egokarma
  2. Grupokarma   ( O conjunto dos três forma o holokarma )
  3. Polikarma

O Egokarma

É a vivência do indivíduo mais comum. É a existência centrada em si mesmo, ou seja, nos três chacras inferiores, também chamado “subcérebro abdominal”. É a mais comum em nosso tempo e planeta. A vivência do egoísmo, do para mim, do eu e do meu. São os indivíduos que vivem somente para si seu egoísmo e vaidade, ou seja, seu ego. Este indivíduo está muito imaturo e longe da verdadeira espiritualidade. É o karma pessoal.


O Grupokarma

É a vivência do indivíduo um pouco menos centrada em si que o item anterior. Neste caso já pensa, defende e protege os grupos mais íntimos, que podem ser os membros mais próximos da família, um grupo íntimo de amigos, colegas de trabalho ou limitado em seu grupo evolutivo. Grande parte da humanidade também se encontra neste grupo. Este indivíduo está muito imaturo e longe da verdadeira espiritualidade. É o karma de um grupo. Está também focado nos três chacras inferiores, embora já comece a desenvolver os chacras seguintes com melhor nível de consciência.

A maioria de nós espiritualistas, religiosos, esotéricos, New Agers, participantes de Lojas, Grupos, Institutos, Associações, etc., está incluído aqui.


O Polikarma

É a vivência do indivíduo dedicada ao mundo, dedicada às pessoas indistintamente. São aqueles que fazem algum tipo de assistência em massa. Temos exemplos bem conhecidos como: Madre Tereza de Calcutá, Chico Xavier, entre muitos outros. Muitos de diversas religiões através dos tempos se enquadram nesta classificação. Neste caso, a consciência já mais madura espiritualmente, já compreende que nasceu para servir à humanidade e assumiu com coragem e responsabilidade suas tarefas. É o karma de um grande grupo ou karma coletivo. O conjunto dos três tipos de karmas é o holokarma.

Eu citei grandes nomes, dei um salto, mas há alguns de nós espiritualistas, etc., também contidos aqui, ainda no esforço de melhoria dos chacras superiores, mas ainda com grande foco nos chacras inferiores. A evolução é gradual e não dá saltos.

Exemplos de karmas coletivos: todos sabemos que a Argentina sempre foi um país orgulhoso, este orgulho por muitos anos gerou uma energia negativa que posteriormente afundou o país em uma crise social e financeira. No Japão mais de 50% das mulheres já praticou aborto e muitas mais de um, lá o aborto é legalizado. Repare que as catástrofes naturais têm aumentado. Os EUA sempre tiveram uma postura orgulhosa e vaidosa perante o mundo por sua riqueza e poder e recentemente se iniciou um processo de danos morais e conflitos, além do que já havia se iniciado uma pequena crise financeira. [1]Repare que sempre exportaram armas e financiaram terrorismo externo. Observem os países exportadores de armas que a violência sempre acaba voltando para eles. A cultura brasileira é da corrupção e desonestidade, por isto sofremos nas mãos de políticos corruptos (não todos).

O polikarma tem grande relação com os campos energéticos sutis planetários: os campos do inconsciente coletivo, ressonância mórfica e os arquétipos que são campos mais contextualizados. Estes campos são formados por complexas redes de influências conscienciais de encarnados e desencarnados, obsessores e amparadores. Nesse generalismo podemos citar que atuam os holopensenes (campos psíquicos, energéticos e bioconscienciais gerados por consciências de nível baixo e mediano) interagindo com egrégoras (campos psíquicos, energéticos e bioconscienciais gerados por consciências de alto nível evolutivo) e com o polikarma planetário formando vetores e tendências quase imprevisíveis.

Assim, as “previsões de futuro” funcionam como a previsão do tempo no século XXI e seus cálculos matemáticos carregados de parâmetros, ou seja, as previsões são apenas tendências plásticas e dinâmicas que podem e se modificam com o tempo e a própria dinâmica desses campos. Quando um certo campo se sobressai, ele fica mais forte e legível, então é possível fazer uma leitura e arriscar uma “previsão” conforme sensibilidade do previsor, a situação multidensional e o momento. Quanto mais rápido se movimentam esses campos mais difícil é acertar uma previsão. Estamos lidando com energias sutis e podemos até – sem apelação mística – fazer uma analogia com a Mecânica Quântica e lembrar das Leis de Incerteza nos corpúsculos subatômicos.


Interação dos três tipos de karma

A interação dos karmas entre si é complexa, relativa e bem difícil de entender. As possibilidades imaginadas são literalmente infinitas. Os karmas se interagem em forma de camadas onde o um polikarma maior envolve um polikarma menor e um polikarma envolve um grupokarma e este por sua vez envolve o egokarma. Nós perfazemos vários grupokarmas com diversas pessoas em diversos contextos e tempos.

O polikarma é um karma coletivo e mais genérico e por isto é mais acessível no sentido de ser modificado, mas por outro lado exige maior quantidade de energia consciencial a fim de obter uma modificação efetiva. Podemos citar como exemplo Jesus Cristo que veio e [2]Carregou os pecados do mundo” e desta forma deu uma limpada nas energias do planeta colaborando com a evolução planetária como um todo. Jesus Cristo veio como exemplo de amor e outros colaboraram de outras formas: Einstein com a ciência, Thomas Edison com invenções revolucionárias, Henry Ford com metodologias e sistemas práticos, Chico Xavier com uma mistura de consolação com esclarecimento, Madre Tereza de Calcutá com a consolação, alguns escritores e palestrantes com o esclarecimento consciencial, etc. Outros atuaram em grupokarmas menores como em nível de bairro, poderia ser um líder comunitário, uma ONG, etc. Ainda outros transformam suas profissões em atos de amor e solidariedade em escala menor, em uma porção que lhes compete: médicos, professores, enfermeiras, psicólogos, terapeutas, cada qual atuando e trabalhando o melhor que pode com grupos específicos de pessoas e quitando seu karma pessoal silenciosamente.

[1] Este texto foi escrito antes do fatídico 11 de setembro de 2001 quando atacaram as Torres Gêmeas americanas.

[2] Eis aí um dos processos kármicos mais complexos e profundos a ser levantado em outra obra a posteriori.

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. --- -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)