O OITAVO CHACRA

Você já leu algo sobre o oitavo ou talvez até o nono chacra? Ficou curioso? Achou interessante? Pois é, essa gente mística e exagerada ganha a atenção dos ingênuos dessa forma.

Não que eles não existam ou sejam importantes, mas ninguém salta para a pós-graduação sem fazer faculdade. Antes vamos nos preparar e fazer a faculdade da consciência e aprender a entender estudando e praticando com os chacras de baixo.

Toda a humanidade, incluindo eu e você leitor, estamos com a consciência mais focadas nos três chacras mais baixos. Temos que inicialmente tentar entende-los, desenvolvê-los de verdade para conseguir chegar no cardíaco, no amor, na compaixão, na fraternidade antes de engolirmos a ilusão de chacras mais elevados. Antes de limpar o quintal devemos limpar a cozinha. O resto é fuga que atrapalha a evolução consciencial.

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque – auto intitulado como “Tio Dalton” de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade.
—–
Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e “New Age’s”.
—–
Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática.
—–
É simples, irreverente, se denomina “caipira” e “sente muitas saudades de seu planeta”.
—–
O que mais aprecia é escrever, aprender, criar “coisas” novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. — -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)