A FALÁCIA “OS SERENÕES SÃO ANTICRISTOS”

Serenões ou Serenão – no singular – é uma expressão utilizada no plano espiritual (ou astral), mas mais conhecido e divulgado pela Conscienciologia – uma espécie de seita radical criada por Waldo Vieira, cuja sede é em Foz do Iguaçu, PR.

O prefixo “ANTI” segundo o Novo Aurélio Século XXI, Editora Nova Fronteira, 3ª impressão, 1999, Rio de Janeiro – RJ, página 149, quer dizer: “de encontro a”; “ação contrária”; “oposição”; etc.

Serenões ou Serenão (singular) é uma designação para Consciências (ou Espíritos, se preferir) superiores, isto para não ter que explicar muito.

Então, se digo a você que fulano é anti-Dalton, é porque ele é diretamente contra mim. São como os números relativos onde o (-1) menos um é simétrico ou “contra” o (+1) mais um.

Jesus (ou o Cristo) pregou o maxifraternismo (amor, maxifraternidade), onde não houve ninguém melhor e mais competente para fazê-lo naquele contexto, época e lugar. Se alguém me diz que fulano é anticristo, é óbvio que é contra os ensinamentos do Cristo e não necessariamente contra a pessoa dele, embora isto possa estar incluído no pacote também. Aliás, quanto mais baixo é o nível da pessoa / grupo que toma certa posição “anti” alguém, é mais fácil levar para o lado pessoal e incluir a própria pessoa.

Se os Serenões trabalham pelo maxifraternismo através da cosmoética, e Jesus pregou o maxifraternismo pela ética e pela cosmoética, vejo aí uma condição irrefutável de convergência e não de antagonismo. A cosmoética não é ANTIÉTICA de forma absoluta, pode ser em alguns contextos, onde o social peca por ignorância e falta de discernimento, mas não de forma total e absoluta.

Sabemos que existem os “cristólatras” fanáticos e sem discernimento assim como existem os “anti-cristólatras” fanáticos e sem discernimento.

Certa vez, num grupo na internet, creio que no Facebook, um elemento da dita linha disse: “tem um bando de Serenões tomando conta e guardando o CEAEC” – CEAEC é a sigla do nome da seita em Foz do Iguaçu.

Quando este elemento tão incauto disse isso, ele colocou os Serenões como guarda-costas, como funcionários, como “soldadinhos” e servi-los, da mesma forma que o fiel cristólatra fixa o plástico em seu carro “Deus é fiel”, querendo dizer que Deus é fiel a ele, por ele crer em Deus, ou seja, Deus tem favoritismo e não é justo. E então os Serenões também têm favoritismo e preferem os que neles creem.

Para quem curte religião, está ótimo, mas eu escolho o discernimento consciencial avançado, maxifraterno, cosmoético e de ponta.

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque – auto intitulado como “Tio Dalton” de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade.
—–
Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e “New Age’s”.
—–
Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática.
—–
É simples, irreverente, se denomina “caipira” e “sente muitas saudades de seu planeta”.
—–
O que mais aprecia é escrever, aprender, criar “coisas” novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. — -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)