Mãe Divina Ísis inefável

Mãe Divina Ísis inefável

Quando nos referimos a “Mãe Divina” desejamos reverenciar aos “ASPECTOS FEMININOS DE DEUS”. Portanto, não é uma “personalidade” ou entidade qualquer ou específica, é apenas o abrangente e profundo Deus Feminino. Pode ser representado parcialmente por alguma figura, entidade, personalidade, mestra, grupo ou egrégora, que possua as características femininas e divinas, sempre adjetivadas de amor, paciência, compaixão, afeto, ternura, carinho típicas do feminino virtuoso. Seção inspirada e amparada pelo grupo de espíritos Servas de Maria.

Tags: TERNURA, AFETO, carinho, feminino, yang, maternal, consolo, Mãe, Mãe Divina, aspecto feminino, Deus, suave, amor,

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque – auto intitulado como “Tio Dalton” de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade.
—–
Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e “New Age’s”.
—–
Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática.
—–
É simples, irreverente, se denomina “caipira” e “sente muitas saudades de seu planeta”.
—–
O que mais aprecia é escrever, aprender, criar “coisas” novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. — -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.