O QUE É PARAPSIQUISMO OU PARANORMALIDADE

O QUE É PARAPSIQUISMO OU PARANORMALIDADE

Parapsiquismo” vem de “Parapsíquico”, também referido como “Paranormal”, objetos de estudos da Parapsicologia.

O parapsiquismo é uma condição natural do ser humano, uma condição evolutiva. O prefixo “PARA” deseja dizer além de. Se o psíquico (psique – alma) é o natural, normal, rotineiro e cotidiano, o evento parapsíquico vai, e está além do paradigma convencional ou ortodoxo (newtoniano-cartesiano).

O parapsiquismo e a paranormalidade são estudadas pela Parapsicologia, pela Conscienciologia, pela Gnose, pela Rosacruz, pela Teosofia, pelo Espiritismo e por diversas outras linhas espiritualistas. Todos possuímos um grau de parapsiquismo relativo, pois é algo fisiológico, e faz parte do ser humano. Todos possuímos intuição, já vivenciamos uma telepatia, uma precognição, um dejavu (pronuncia-se dejavi), um sonho premonitório, experimentamos uma coincidência (sincronicidade) na vida, etc.

O manifestar parapsíquico é a vivência de eventos captados e experienciados por sentidos extras, além dos cinco sentidos básicos conhecidos (percepção extra-sensorial). Todos possuímos um grau de percepção pessoal e relativo, maior ou menor.

Quem percebe mais, possui mais sentidos, quem percebe menos possui menos sentidos, dividindo os seres humanos em paradigmas (os que percebem menos – materialistas, céticos, agnósticos, dogmáticos, misticóides diversos, adoradores de ETs, messiânicos, etc. – e os que percebem mais).

Quanto mais evoluída é a pessoa, mais sentidos ela desenvolve, mas no meio deste caminho relativo e complexo, há pessoas com mais sentidos desenvolvidos baixa moral e baixo caráter, criando um paradoxo diante do que escrevi. As virtudes humanas se desenvolvem aos poucos e numa sequência não linear causando estes paradoxos.

Cada um de nós possui um grau relativo de sensibilidade espiritual (mediunidade – por favor, não associar ao espiritismo ou a qualquer religião), e de projetabilidade (capacidade de se desprender do corpo físico) e são eventos parapsíquicos. Concluindo, cada um de nós é um pouco paranormal e assim expressa um grau de parapsiquismo.

 

O QUE É SINALÉTICA PARAPSÍQUICA

Todos temos particularidades íntimas diferentes de outras pessoas. Não é apenas a impressão digital, a nossa percepção parapsíquica ou parapercepção, emite sinais pessoais característicos, quando aparece um assediador ou um amparador, quando as energias estão boas ou ruins, quando captamos algum sinal, quando alguém muito querido em local distante sofre, etc.

Pode ser um peso na nuca, uma pressão no abdome, a testa latejando, a coxa direita anestesia e vibra, sente o chacra coronário, bocejos, lacrimejamento, arrepios, etc. Poderíamos teorizar milhões deles, e você pode ter um deles ou mais combinados, separados, misturados, etc. Cabe a você se auto observar e começar a aprender consigo próprio.

 

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque – auto intitulado como “Tio Dalton” de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade.
—–
Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e “New Age’s”.
—–
Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática.
—–
É simples, irreverente, se denomina “caipira” e “sente muitas saudades de seu planeta”.
—–
O que mais aprecia é escrever, aprender, criar “coisas” novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. — -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)