DA TOLERÂNCIA A SERENIDADE

DA TOLERÂNCIA A SERENIDADE

De uns tempos para cá, a procura de melhorias íntimas do ponto de vista espiritual, eu me propus a ter mais tolerância em algumas coisas.

Uma delas foi na internet, pois olhando para trás, sei que já fui bem chato também.

Me propus não excluir ninguém de qualquer rede social, mesmo com suas postagens radicais e fundamentalistas.

Quem sabe mais tem que a obrigação de ter paciência com quem sabe menos.

Aqui pode parecer uma colocação arrogante, mas não é, ela é simples e lógica.

E também não vale ficar com raiva, morder na língua e simplesmente não fazer nada, tenho o auto desafio de não sentir raiva, de não me sentir indignado, e aos poucos aprender serenidade.

Mas por outro lado, de vez em quando, faço minhas postagens com minha opinião bem clara, também sem raiva ou sentimento de provocação.

Se algum radical não gostar, problema dele, me exclua com sua raiva que permaneço em minha serenidade.

E uma outra coisa que estou tentando fazer é não me emocionar mais, pois sou excessivamente emotivo. A conclusão é que a emoção não serve para nada, apenas inibe o discernimento.

Esta para mim é realmente difícil. A emoção é umbilical, é subcérebro abdominal e deve ser elaborada e transformada em sentimento, que é algo elevado e sereno.

Quando sinto qualquer emoção, vontade de chorar, tento me lembrar disso e subir as energias do chacra umbilical para cardíaco e também jogo energias do cardíaco para o umbilical e me concentro na serenidade. As vezes tenho que apelar e evocar alguma consciência elevada e serena, algum mestre com que me afinizo.

E assim vou caminhando da “lama” para o “céu”.

Eras e encarnações me esperam, enquanto as críticas ácidas e incautas podem chegar com seus nocivos dardos energéticos.

Eu sou o livre pensador Dalton Campos Roque – www.consciencial.com.br

Se você acha que este texto pode auxiliar alguém espiritualmente compartilhe e divulgue, obrigado!

Gostou desse conteúdo? Queremos saber sua opinião, deixe seu comentário logo abaixo.

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. --- -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)