OS SEMELHANTES SE ATRAEM

OS SEMELHANTES SE ATRAEM

Esta lei cósmica e natural flagra aos espiritualistas e espíritas mais desavisados. Ela revela muito bem onde está o foco mental do indivíduo – geralmente no negativo.

Da mesma forma que existe aquele que só reclama, o outro que apenas se lamuria e outro que apenas critica, não é senão a exacerbação do mental negativo.

É fantástico como ignora-se 98% de positivo em algo / alguém e foca-se nos 2% negativo. É aquela metáfora bíblica com minhas próprias palavras: …”há quem não veja o toco dentro de seu olho, mas observa a unha encravada alheia”…

Então eu luto comigo mesmo para não focar no negativo, na crítica, no julgamento, claro que tenho isto também, e muito forte, mas eu luto, luto e luto…

Mas prefiro – ou tento – focar o positivo, as soluções, as realizações, tento “enxergar” a coisa por cima, tento ser mais maleável, flexível, perdoar e compreender mais.

É fácil amadurecer e se tornar um “velho burro” e cri-cri e não quero isto para mim.

Não me basta o bom humor social, quero ter uma boa visão de conjunto, por cima, ampla das coisas, com uma análise crítica o menos emocional possível.

Quando era jovem, era sim um radical, mas se o coração não aprende morremos radicais.

As pessoas focam mais diferenças que nas semelhanças, mais no negativo que no positivo, mais na dor e no sofrimento que na alegria e felicidade. O SER HUMANO É DOENTE!

É a sombra da personalidade de um se identificando com a sombra da personalidade do outro.

Eu poderia ir além e contar minha história de vida e revelar minhas viradas, mas não é o momento, quero ser rápido agora.

Imagino um colega que esteja se relacionando comigo a caminho de se tornar meu amigo. Imagino também que a medida que ele for descobrindo meu lado negativo irá valorizá-lo tanto que se cegará para o positivo que nos uniu.

A gente pode até brigar e ficar com raiva, mas tem que voltar e se desculpar ou ceder desculpas, somos humanos emotivos e “burros”.

Então vejo gente que só critica e julga, condena e aponta dedos.

Não vejo qualquer discernimento e produção nestas pessoas.

Melhor que elas são os fúteis alegres, pelo menos não estão focados no negativo.

 

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. --- -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.---- "Se você não quer ser criticado, pelo amor de Deus, não crie nada novo./ A única maneira de pensar fora da caixa é inventar um jeito de sair dela./ Se você quer inovar, deve estar disposto a ser incompreendido./ O fracasso e a inovação são inseparáveis." - Pensamentos de Jeff Bezoz CEO da Amazon internacional

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)