AJUDA ESPIRITUAL – MINHA APOMETRIA NÃO FUNCIONOU

AJUDA ESPIRITUAL – MINHA APOMETRIA NÃO FUNCIONOU

Nome: nunca será revelado

Assunto Ajuda espiritual

Mensagem enviada a Dalton do Consciencial.Org:

Nota do consciencial.org: mantivemos a grafia exata da forma como recebemos, com erros e referências. O livro citado no depoimento é apenas uma referência bibliográfica e nada mais.

Moro em Piracicaba/SP. Fiz três seções de Apometria aqui na cidade e aprendi acabei aprendendo um pouco sobre o assunto, eles se estudam o livro do J S Godinho. O máximo de atendimento q eles fazem são 3, mas sinceramente não vi mudanças significativas. Não sei se pq foram poucas ou não detectei meu ponto chave. De acordo com minhas seções estou em um ciclo de muitas e muitas vidas com minha mãe. Já passamos por várias situações e sempre vem ela querendo exercer “domínio” sobre mim, não me escuta, mesmo em vidas q depende de mim financeiramente. A arrogância e o orgulho tb aparecem em em várias, de ambos os lados. Traições da parte dela são frequentes. Sinto falta de ter uma mãe e acabei até escutando isso q não não me deixa seguir minha vida profissional. A anos tenho problemas em emprego, td vai bem e de repente td muda. Agora vai completar 2 anos que não tenho emprego fixo. A 11 meses atrás consegui 1, mas só durou 4 meses, e foi muito pesado emocionalmente pra mim. Tinha voltado a morar com minha mãe a 1 mês, devido a dificuldade financeira. Me escrevi na apometria coletiva do dia 03, mas se puder me orientar eu agradeço

CD Apometria

RESPOSTA DO CONSCIENCIAL.ORG

Oi XXXXXX, tudo bom?

 

As mudanças não são tão simples, repentinas e grandes.

Qualquer mudança é lenta, gradual e com muito esforço.

E uma mudança exige modificação do padrão mental, elevação de sintonia da mente e do coração.

 

Tive um caso parecido com o seu, com meu pai.

E eu já era casado e morava longe dele.

Fiz Apometria, anos de terapia, constelação familiar e nada funcionou por anos.

 

A coisa se resolveu quando resolvi perdoá-lo de vez.

Esta operação de perdão, para eu conseguir perdoar de fato levou dois anos.

Sim, foi um exercício íntimo, interno, solitário de trabalho psíquico e emocional para eu conseguir perdoá-lo.

 

Antes, não importa o que acontecesse, ele me destruía por telefone a milhares de quilômetros de distância e eu deixava cair minha sintonia e minha esposa ficava brava comigo.

 

Durante dois anos eu fiz a oração do perdão da Seicho No Ie.

Fui fazendo “de boca” até que a oração entrou em meu coração.

Quando entrou de verdade, não era mais um perdão da boca para fora, foi um perdão de mente e coração.

Daí em diante, ele mudou sozinho comigo, foi espantoso.

Até Andréa ficou espantada com a mudança dele.

 

Mas na verdade a mudança foi minha e por reverberação bioenergética, psíquica e através dos campos morfogenéticos familiares eu acabei atuando nele a distância.

Eu fui a “ação”, ele foi a “reação” – lei dos semelhantes magna, inexorável e imperativa.

Estou me fazendo de cobaia para você, pois foi fato real e tenho tanta vivência e sofrimentos a relatar que tenho muita bagagem e experiência.

Então, claro, tudo ajuda: Apometria, passes semanais, evangelho no lar, orações diárias, etc, mas sem o perdão tudo vai ser paliativo e efêmero.

Quer resolver? Perdoe, que se desvinculará carmicamente. E quando se desvincular, não fará diferença se mora longe ou junto com ela, vai estar tudo leve e agradável.

Eu fui além do perdão com meu pai. Eu sinto uma compreensão enorme do processo, sinto uma gratidão e uma admiração enorme por aquele ser, pois eu escolhi – pelas ações do passado – encarnar filho dele, entende? Se eu escolhi, eu fui atendido, se fui atendido, tenho que agradecer, e me sinto IMENSAMENTE FELIZ por isto.

 

E estou me autodesafiando com o processo de perdão a todas as pessoas que me “atingiram” de qualquer forma desde que nasci.

Fica de estímulo e motivação a você.

Eu escolhi a oração do perdão, mas você vai escolher seu caminho.

Uma técnica pode ser boa para uma pessoa e não ser para outra, isto é muito pessoal, mas você tem que escolher alguma coisa e mergulhar fundo nela como se sua vida dependesse – e depende – disso.

Oração do perdão:

Para Perdoar

Quando não se alcança o almejado apesar de orar fervorosamente, às vezes há uma causa mental oculta: não se perdoou a alguma pessoa. Quando odiamos alguém, esse ódio se infiltra em nosso subconsciente e, mesmo que o esqueçamos no consciente, ele continua latente. Tendo ódio no subconsciente, a oração torna-se inútil, ainda que seja fervorosa. Portanto, é necessário, antes de orar por algo, fazer oração de perdão. Quem perdoa é perdoado. Para isso, há as seguintes orações:

Eu o(a) perdoei e você me perdoou eu e você somo um só perante Deus.
Eu o(a) amo e você me ama também; eu e você somos um só perante Deus.
Eu lhe agradeço e você me agradece.
Obrigado, obrigado, obrigado…
Não existe mais nenhum ressentimento entre nós.
Oro sinceramente pela sua felicidade.
Seja cada vez mais feliz…
* * *
Deus o(a) perdoa, portanto eu também o(a) perdôo.
* * *
Já perdoei a todas as pessoas e acolho a todas elas com o Amor de Deus.
Da mesma forma, Deus me perdoa os erros e me acolhe com Seu imenso amor.
* * *
O Amor, a Paz e a Harmonia de Deus envolvem a mim e o outro.
Eu o amo e ele me ama.
Eu o compreendo e ele me compreende.
Entre nós não há mal-entendido algum.
Quem ama não odeia, não vê defeito, não guarda rancor.
Amar é compreender o outro e não exigir o impossível.
* * *
Deus o(a) perdoa.
Portanto, também o(a) perdôo.
Através da divindade da Seicho-No-Ie, perdôo e envio-lhe ondas de amor.
Eu amo você.

Do livro: Minhas Orações – Masaharu Taniguchi

 

Ela deve ser lida 7 vezes por dia durante 7 dias.

Não pode haver sequer a mínima falha.

Se faltar uma oração ou um dia tem recomeçar do zero a contagem de novo.

 

Na verdade eu fiz muito mais.

Eu fazia 7 dias e dava um tempo.

Depois fazia de novo, e de novo, e de novo…

Eu orava em voz alta e ainda outras orações e conversava comigo mesmo em voz alta assim: “vou perdoar”, quero perdoar”, eu te agradeço”, etc, com imensa vontade.

 

E não ache que seu caso é mais complicado que o meu, pois não é.

Em encarnação passada eu aprontei e uma certa pessoa me esfaqueou no coração e me matou: meu pai hoje.

Então, passei o que mereci, pois eu aprontei e só tenho que agradecer.

Mas já encarnado, este pai pulou em cima de mim com uma faca na mão 2 vezes, uma eu tinha 23 anos, a outra depois de velho mesmo.

 

Então, o carma não falha, justiça perfeita e impecável.

Mas o carma não quer punir, ele quer ensinar e a mudança do carma imediato ou lento acontece quando aprendemos a lição.

Como eu aprendi a minha, tudo passou e o que posso fazer para auxiliar, ajudar espiritualmente outras pessoas?

 

Contando meu caso, me fazendo de cobaia, relatando minha dor.

Nenhum fórmula irá ser mágica, Apometria ou não.

 

Para casos de família o recomendado são as Constelações Familiares, mas com posterior terapia.

Apenas a Constelação não é suficiente.

Mas a questão do perdão resolve tudo e é mais barata ao preço do desapego do coração.

 

Por outro lado, qualquer terapia, sistema de tratamento holístico, bioenergético irá funcionar se o carma negativo do processo já estiver vencido. Se não estiver vencido, é porque falta aprendizado.

 

Então o truque “mágico” para vencer o carma negativo é: aprender!

Cada um de nós tem uma lição pessoal diferente e intransferível.

 

O que quero dizer é, você pode fazer muitas coisas, aplicar quaisquer técnicas, mas é preciso fazer a sua parte.

E sobre o perdão, ele é incondicional, unilateral, não exige e nem pede nada, ele apenas doa sem cobrar.

Não exige reconhecimento, não exige compreensão ou aceitação.

 

Quando perdoei meu pai, foi por minha conta, depois colhi o resultado que nem esperava, pois não preenchi expectativa.

 

Deixo meu fraterno abraço torcendo muito por você.

Beijos na alma,

Dalton e Andréa – www.consciencial.orgwww.consciencial.com.br

Se você acha que este texto pode auxiliar alguém espiritualmente compartilhe e divulgue, obrigado!

Ah, deixe seu comentário, isso pode me ajudar a criar outros conteúdos.
E vote nas estrelinhas bem ao fim.

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. --- -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.---- "Se você não quer ser criticado, pelo amor de Deus, não crie nada novo./ A única maneira de pensar fora da caixa é inventar um jeito de sair dela./ Se você quer inovar, deve estar disposto a ser incompreendido./ O fracasso e a inovação são inseparáveis." - Pensamentos de Jeff Bezoz CEO da Amazon internacional

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)