INTELECTUALIDADE X DISCERNIMENTO CONSCIENCIAL

INTELECTUALIDADE X DISCERNIMENTO CONSCIENCIAL

Tenho ouvido falar em muitos grupos de pesquisadores e espiritualistas sobre idéias, mestres, caminhos e opiniões (inteligentes e bem formadas por bons intelectuais e sensitivos) sobre a condição de sempre questionar tudo e nunca “puxar saco” de algum mestre.

Tenho observado muitas condutas e pretensos universalistas carregados, muito mais pelo orgulho e vaidade, do que qualquer outra coisa.

Através das palavras e do intelecto pode-se argumentar e questionar tudo, mesmo sem qualquer razão ou base sólida; mas a condição intelectual de questionamento não é exatamente a competência no discernimento consciencial.

O ego é porta de acesso para os obsessores extrafísicos*, e a humildade é a porta de acesso aos amparadores e, por sua vez, amplia o discernimento consciencial e nos aproxima da verdade.

Às vezes, o silêncio do lixeiro é mais lúcido que a eeloquência do filósofo. Já testemunhei um bom argumentador defendendo até mesmo seus defeitos.

Aqueles que em outros tempos eram mestres, hoje se apresentam em novos corpos como professores, instrutores e palestrantes, usando jeans e calçando tênis. Eram respeitados e ouvidos em silêncio; hoje são desafiados pelos egos mais teimosos e recalcitrantes, que além de não aceitarem os argumentos, ainda desejam impor os seus próprios.

O respeito é, no mínimo, inteligente diante daqueles que possuem um pouco mais de experiência do que nós em algum ponto. A humildade inteligente é um grande conhecimento, pouco exercido nos dias de hoje. Através dela, não só a intelectualidade e o parapsiquismo (paranormalidade) limitados se ampliam, mas, também, o discernimento consciencial.

Vivenciamos uma época de competição de ideias, onde cada um deseja dar sua palavra, de preferência um último verbo ou linha com o nome bem destacado em baixo. A distorção prevalece sobre os valores, a literalidade suplanta o conteúdo, as letras têm primazia sobre a essência, e o “careta” é lançado fora como ultrapassado.

A honestidade, a sensibilidade e a humildade são motivo de chacota para os moderninhos (atiradores egóicos) espiritualistas da “nova era”.

O questionamento, se não é uma crítica construtiva, é apenas intelectual e vazio, sem essência consciencial. As pessoas trocam o antigo por um rótulo novo e se perdem no vazio.

É melhor eu me “calar” e me reduzir à minha própria insignificância, pois prefiro ser o silêncio do lixeiro, do que o ego do filósofo. Prefiro ser a mão que limpa a vida, mesmo se sujando, que o limpo que vive sujando a vida.

Cada um tem a melhor ideia, o melhor ponto de vista, ou a melhor argumentação e, também, o melhor ego. Aquele ego do tipo “xícara cheia”, onde não entra mais chá de sabedoria, pois a válvula que regula o conteúdo já não está mais presente: a humildade.

Quer aprender? Seja humilde! Deseja paz? Seja humilde! Quer evoluir? Seja humilde!

A humildade vem antes do esforço e da vontade, para que se façam valer as novas experiências. Sem ela, uma vontade e inteligência firmes podem se tornar tolas e com experiências perdidas.

Sem a humildade, você não reconhecerá ninguém à sua frente. Podemos aprender até com quem sabe muito menos do que nós. Somos partes, e não todo.

Precisamos uns dos outros, pois a caminhada é longa e dolorosa e, se não dermos as mãos, a dor será maior, e mais longo será o caminho.

Se você acha que este texto pode auxiliar alguém espiritualmente compartilhe e divulgue, obrigado!

Gostou desse conteúdo? Queremos saber sua opinião, deixe seu comentário logo abaixo.

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. --- -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.---- "Se você não quer ser criticado, pelo amor de Deus, não crie nada novo./ A única maneira de pensar fora da caixa é inventar um jeito de sair dela./ Se você quer inovar, deve estar disposto a ser incompreendido./ O fracasso e a inovação são inseparáveis." - Pensamentos de Jeff Bezoz CEO da Amazon internacional

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)