SUA FRAQUEZA ESTÁ SENDO SALVA POR SUA DOR

SUA FRAQUEZA ESTÁ SENDO SALVA POR SUA DOR

Sim, parece estranho, mas nossas fraquezas que cedem com as tentações materiais, e sedentas de sensações sensuais, e outras egoístas, e os traços fardos negativos, vão ter que ser curados com a dor.

Não me entenda mal, eu também sofro, você também pode estar sofrendo, mas vou explicar, é um processo das muitas vidas.

As oportunidades são nos dadas nas encarnações com um único objetivo: nos curarmos.

Todas as doenças são doenças da alma, inclusive o que trazemos no corpo ou até mesmo os desequilíbrios dos corpos sutis – tudo isso é doença da alma, tudo é psíquico, tudo é espiritual, e é aí que vai o nosso foco, a nossa questão.

Livro Mensagens-Espirituais

Se está se sentindo fraco, este livro é aconselhável

Ninguém cura ninguém, isto é um ilusão cartesiana, uma ilusão materialista que a medicina convencional e alopática criou e nós fomos acostumados, fomos condicionados nesta caixinha. Esse mesmo sentimento errôneo de “me cure doutor” é levado pelos pacientes de terapias holísticas e aos centros espíritas ao frequentarem as “salas de cura” e atendimentos em Apometria.

Os bons espíritos fazem o que podem, mas nosso carma nos limita, e em nosso carma quem pode mais mexer, melhorar e cuidar somos nós mesmos.

Então suponha que você tenha certa tendência negativa, pode ser um vício específico, para ficar mais fácil entender, vamos supor aqui uma sensualidade exacerbada, ou seja, a pessoa viciada em sexo ou compulsiva por fofoca ou qualquer outra coisa.

Pelos princípios evolutivos ou princípios espirituais da lei, a pessoa, como eu disse, é que vai se curar (autocura). Então os mentores a ajudam a programar uma encarnação (planejamento cármico – que é uma coisa simples e corriqueira), entre outras coisas secundárias, situações para ajudá-la a superar tal sensualidade. E em tal vida ela vai passar por provações e por testes, e terá que tomar as decisões fatais, aquelas decisões, cedo ou não cedo ao desejo, a oportunidade sensual “excelente” na vida social de encarnado.

E a pessoa tem uma vida mediana boa, veio inteligente, veio com corpo bonito e decai nas tentações novamente e desencarna sem a devida e almejada vitória. Sim, tal desencarne o peso da derrota é maior, o pesar é maior que na vida anterior. É como se tivesse rolado um “juro” na dívida que a pessoa tinha consigo mesma.

Mas no decorrer das encarnações acontece que veio a mesma provação diante da mesma fraqueza (alguns chamam de traços fardos) e você sempre é vencido pelo erro, pelo vício, pelo desejo, pela tentação, pelo ego, seja qual for. A questão aqui é que quando não vencemos, ele, o defeito, nos vence. E quando ele nos vence ele se reforça, ele cresce. Isto chama-se AGRAVANTE.

Livro Pérolas Conscienciais

Se está sensível demais, este livro é sugerido

A prova que não passo me obriga a fazer outra um pouco mais difícil, e se não passar nesta, será uma seguinte mais difícil que anterior e assim sucessivamente, crescendo a dificuldade e firmando o vício. Então a gente, que erra, erra de novo e de novo, vai se cansando do erro, e se cansando de si mesmo, mas não há como fugir de si mesmo. Dá aquela sensação que a vida é um fardo, a mínima coisa a fazer é difícil, o relacionamento é pesado, o serviço é denso e a vida é lenta e a “coisa” não vai, não anda…

Um certo dia, desencarnado e já resgatado do umbral lá na colônia espiritual, de novo aquela reunião com os mentores, os planejadores cármicos, que sempre vem com todo aquele carinho e paciência para falar conosco. E nós já envergonhados, de cabeça baixa, então tomamos uma decisão séria, com medo de evitar a recaída naquela mesma fraqueza, pedimos para ter uma encarnação bem limitada, meio castrada em certo ponto específico para que não haja condição, nem se a pessoa quiser de recair no erro. Pode ser doença, limitação financeira, limitação de inteligência, encarnar numa cultura miserável e aqui podemos imaginar tudo, num leque de infinitas possibilidades.

Será uma vida difícil, mas redentora! E após o desencarne você estará melhor e continuará galgando passos nas próximas encarnações animado a pedir novas provas e limitações, a saber que elas são ferramentas evolutivas poderosas apesar de cerceadoras.

Sim, sua fraqueza está sendo salva por sua dor!

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. --- -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)