NEM TODO AMPARADOR GOSTA DE VOCÊ

NEM TODO AMPARADOR GOSTA DE VOCÊ

É isto mesmo que você leu, nem todo amparador (amigo espiritual) gosta de você!

Não confunda os amigos espirituais de outros com seus amigos espirituais. É óbvio que seus amigos espirituais tem afinidade e simpatia por você, mas temos também amparadores eventuais, onde se enquadram as vezes os amparadores de terceiros. Um amparador de um amigo seu pode muito bem NÃO ir com sua cara.

Claro, tudo é uma questão de nível consciencial. Quando mais baixo é o nível (nosso e dos amparadores), mais as diferenças são acentuadas e valorizadas. A medida que o nível consciencial “sobe”, o estado de consciência se amplia, as diferenças, as picuinhas, as bizarrices, as antipatias somem, pois as consciência vão percebendo mais o “que” se aproxima de uma “verdade maior”, mais ampla, profunda e assim, mais unificada.

Uma pessoa que ajuda outras pessoas, seja com a consolação (tarefa da consolação) e/ou o esclarecimento (tarefa de esclarecimento), sempre vai atrair mais amparadores, e de níveis cada vez melhores, que simpatizam com sua obra (amparo de função), e por consequência, simpatizarão com você. Se seu estado de espírito íntimo (foro íntimo) for uma predisposição grande de se melhorar espiritualmente, então atrairá mais amparo e simpatia ainda.

Amparadores e mestres, não se aproximam por “dó”, por “peninha” de quem está se vitimizando e se achando “coitadinho”, de quem acredita na pieguice de ser “bonzinho”, amparador gosta de quem age, estuda, trabalha, tenta ajudar as pessoas, mesmo se for for mal feito a trancos e barrancos, mas tentando de alma completa. Você atrai pessoas e espíritos bons e/ou maus de sua sintonia.

Temos as duas sintonias, somos muito imperfeitos, então temos o lado bom e positivo e o lado ruim e negativo, e cada lado destes vai atrair um respectivo grupo de espíritos. Cabe a nós escolher qual dos dois times queremos aumentar.

Tudo é afinidade, tudo é sintonia, se você é do tipo julgador e fofoqueiro, quem você acha que serão suas majoritárias companhias espirituais?

Se estou sempre tentando esclarecer e consolar, ajudar e informar, quem você acha que vou atrair?

Repare que nosso site [Consciencial.Org] é muito claro, lúcido e até duro, com as análises espiritualistas, não fazemos média, não fazemos pose de sabe-tudo, de mestre, apenas de alguém com problemas, defeitos e virtudes, como você leitor. Também não nos preocupamos se ferimos fulano, ciclano, linha x ou doutrina y, apenas esclarecemos, segundo nossa ótica consciencial o que achamos ser a mais justa “verdade” no momento.

 

 

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque – auto intitulado como “Tio Dalton” de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade.
—–
Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e “New Age’s”.
—–
Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática.
—–
É simples, irreverente, se denomina “caipira” e “sente muitas saudades de seu planeta”.
—–
O que mais aprecia é escrever, aprender, criar “coisas” novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. — -Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)