COLÔNIAS ESPIRITUAIS

COLÔNIAS ESPIRITUAIS

Muitos de nós levamos uma vida dupla! Uma na dimensão terrestre e densa e outra no mundo espiritual, durante o sono.

Os encarnados, assim como os desencarnados, têm acesso a locais chamados de colônias extrafísicas (ou colônias espirituais, comunidades extrafísicas, comunex, etc).

Existem inúmeras delas. São como cidades no mundo espiritual.

Poucos projetores conscientes podem sair dos corpos assessorados por seus amparadores e visitar estas colônias.

Nosso planeta possui uma crosta, que é onde nós vivemos fisicamente. Este plano físico se assemelha aos planos extrafísicos densos, mas, na verdade, aqui é somente um pálido reflexo do mundo espiritual.

Encontramos colônias aqui na crosta também, mas são colônias atrasadas, espiritualmente falando. É difícil chegarmos em colônias muito evoluídas numa projeção. É necessário que o projetor esteja com energias bem sutis e em alto nível de ordem e maturidade emocional. É uma questão de ressonância, sintonia. O semelhante atrai o semelhante.

No mundo espiritual, as consciências que lá habitam também se agregam por afinidade. Por exemplo: aquelas que amam a arte, podem formar uma colônia específica; as que estudam a espiritualidade outra, os que desejam servir a humanidade outra, e assim sucessivamente.

Por outro lado, existem espíritos muito desequilibrados que se reúnem, no mundo espiritual, formando colônias, onde buscam satisfazer seus vícios.

Todos nós já estivemos em diversas colônias em nosso passado remoto e como o homem vem evoluindo lentamente, se formos avaliar nosso passado, provavelmente estivemos presentes muito mais neste tipo de colônia espiritual do que naquelas habitadas por espíritos mais equilibrados.

 

PLANEJANDO O REENCARNE

Nas colônias comuns, “positivas”, assim que chegamos, somos tratados para uma melhor readaptação. Somos instruídos, orientados e até treinados para uma próxima reencarnação.

Assim, pode ser feito até um planejamento minucioso. Este planejamento pode levar um tempo maior ou menor, dependendo do nosso grau de lucidez e capacidade de trabalho.

Existem planejamentos que são feitos em grupos, para que os espíritos se reencontrem, após renascerem, e, assim, realizarem um trabalho juntos. Nestes casos, são pessoas que têm um objetivo comum, que se amam e que desejam colher frutos mais tarde. Em outros caos, de família, por exemplo, podemos vir para um resgate de um erro grave ou simples, cometido em outra existência física ou mesmo ajudar alguém. As possibilidades são literalmente infinitas.

Tudo o que encontramos de bom ou ruim aqui na dimensão física, nós encontraremos mais exacerbado nas colônias. Exacerbado para melhor ou pior, conforme a colônia.

Não devemos confundir ambientes extrafísicos com colônias. Quando o projetor se desprende do corpo físico e está no perímetro de seu quarto de dormir, por exemplo, está num ambiente extrafísico, porém, não está numa colônia.

Qualquer escrito ou livro poderá apenas informar as pessoas estes fatos. Elas somente os aceitarão como verdade ao recordarem qualquer momento extrafísico de sua existência ou se tiverem uma projeção consciente. Mas o que é projeção da consciência?

Ao dormirmos, nosso perispírito (psicossoma) se desprende do corpo físico e pode alçar voo alcançando outros ambientes físicos, extrafísicos e até as colônias espirituais.

Existem diversas qualidades de projeção ou viagem astral e o maior problema é rememoração ou lembrança dos eventos e fatos vivenciados nestas projeções.

Desta forma, podemos interpretar que muitos de nós (nem todos) levamos uma vida dupla! Uma na dimensão terrestre e densa e outra na dimensão sutil e espiritual. Sonho e projeção são distintos. A única coisa em que são semelhantes é que acontecem nos momentos de sono ou cochilo.

Tudo isto é complexo e é assunto que merece ser aprofundado.

 

Tags: colônias espirituais, colônias extrafísicas, reencarne, sono, viagem astral, amparadores, projetores astrais, rememoração, crosta, mundo espiritual, resgate, umbral, projetores conscientes, planejamento cármico,

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - auto intitulado como "Tio Dalton" de forma irreverente, sempre bem humorado e brincalhão. Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e em Educação em Valores Humanos. Manifestou eventos paranormais e mediúnicos desde o berço e foi criado neste meio, pois seu pai e dois irmãos também manifestavam fenômenos parapsíquicos ostensivos. Começou a aprender com o pai (que é médico e Parapsicólogo) Parapsicologia e Hipnose a partir dos 14 anos de idade. ----- Professor de Informática, espiritualista universalista, médium intuitivo, curioso e espontâneo em desconstruir falácias religiosas, espiritualistas e "New Age's". ----- Curte Rock Progressivo, Rock pesado, música New Age e músicas mais espirituais em geral, adora filmes de ficção científica e ação. Curte eletrônica, áudio, física e matemática. ----- É simples, irreverente, se denomina "caipira" e "sente muitas saudades de seu planeta". ----- O que mais aprecia é escrever, aprender, criar "coisas" novas e originais e organizar conhecimento com tendências mais científicas. Detesta o misticismo exacerbado New Age, o que considera uma desinformação. --- Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)