ALGUMAS FALÁCIAS ESO/EXOTÉRICAS CONTRA O BOM SENSO CONSCIENCIAL

ALGUMAS FALÁCIAS ESO/EXOTÉRICAS CONTRA O BOM SENSO CONSCIENCIAL

VOU MEDITAR NA CHAMA VIOLETA PARA QUEIMAR MEU KARMA

Fazer meditação, mentalização ou concentração com base na chama violeta (ou qualquer outro símbolo) não queima karma negativo. Observe que existe o karma negativo e o positivo.

Karma negativo se quita com trabalho em benefício da humanidade, associado à reforma íntima (reciclagem consciencial, dinamização evolutiva, autoavaliação, autoconhecimento, autocrítica,). Se você mentalizar alguma forma de luz, paz e amor em prol da humanidade, quitará karma negativo. Mas isso, sem melhoramento interior, não basta.

Quer se dedicar ao dharma (programação existencial)? Priorize a reforma íntima! Realizações no campo intelectual, profissional e do voluntariado são também bem-vindas, quando feitas de forma digna, ou seja, ética e assistencial. O essencial, porém, reside na melhoria moral de nossa intimidade psíquica. A reforma íntima se faz primeiramente através do autoconhecimento, detectando as fissuras ou egos a serem transmutadas em virtudes no decorrer das existências.


UM SER QUE ERA UM VEGETAL DEU UM SALTO EVOLUTIVO E SE TORNOU UM ANJO

Este foi outro absurdo que ouvi de um colega muitos anos atrás, que, por sua vez, teria lido em alguma literatura espiritualista. Se nem um cachorro pode reencarnar direto como ser humano, como poderá um vegetal se transformar, como passe de mágica, em um ser bem evoluído?

Quem se recorda de algumas vidas passadas sabe do que estou falando. Melhoramos muito pouco de uma vida para outra. Exemplos foram Ghandi e Francisco de Assis, dominando as bioenergias em alto nível e as emanando em tal qualidade, pacificaram multidões e até animais ferozes selvagens, e o fizeram em decorrência de trabalho desenvolvido durante muitas vidas. Não há salto brusco na evolução.

Esses mestres espirituais da humanidade conseguem, mesmo reencarnados, controlar e manipular as bioenergias porque têm suficiente prática no campo do amor universal, sem o qual não há defesa bioenergética nem autodesassédio permanentes.

Os que escolhem primeiro dominar as bioenergias, um dia terão de voltar à atenção para o plano dos sentimentos, das emoções e do afeto. Os que só se preocupam com os sentimentos, as emoções e o afeto, um dia terão de estudar e exercitar as bioenergias, mas nesse caso acontece naturalmente o autocontrole bioenergético. Não há atalhos e nem saltos na evolução consciencial.

O que você achou?

Sobre o(a) autor(a)

Dalton Campos Roque - Formado em Engenharia Civil, pós-graduado em Estudos da Consciência com ênfase em Parapsicologia e também em Educação em Valores Humanos. - Não sou pesquisador da consciência, nem de religiões ou afins, sou apenas um escritor intuído e poeta ingênuo e romântico, médium intuitivo e inspirado, anímico e mediúnico. - Não sou entendido e nem autoridade em nenhum assunto, nem evoluído ou melhor que ninguém, até pelo contrário. - Este site é apenas uma modesta tarefa de redenção consciencial e mais nada, serve para dar vazão o que me surge na mente e que "vaza" pelo coração. Aqui estão "esculpidos" todos os meus defeitos e limitações , sem mais aparências, enfeites ou rótulos, não sou nada e nem sei de nada. Sou o "Tio Dalton" de forma irreverente, bem humorado e brincalhão. Curto rock progressivo, rock pesado, música new age e músicas mais espirituais em geral, adoro filmes de ficção científica e ação, curto eletrônica, áudio, física e matemática, tomo muito café, como carne, estou negligente na leitura e na meditação além de muito preguiçoso. Sou simples, irreverente, caipira e "sinto muitas saudades do meu planeta". MEU SONHO É UNIR AS PESSOAS NUM ÚNICO PROPÓSITO DE EVOLUÇÃO CONSCIENCIAL e a transcender as vaidades pessoais e egoísmos materiais; (utopia factível se não fosse a "babaquice" das pessoas). - "Me ame quando eu menos merecer, pois é quando mais preciso". ------------- DEIXE UM COMENTÁRIO EDUCADO, ELEGANTE E BEM ESCRITO, MOTIVE-NOS!! Não abuse, os comentários são moderados.

Deixe um comentário

Comentário (requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requerido)
E-mail (requerido)